Bailando nas asas do vento

Deixar passar, exercitar o desapego,

ser flexível

como o bambu que acompanha

o bailar da ventania

para não quebrar.

 

 

Gostos e desgostos se transformam,

fluem conforme a vida,

percorrem

as águas

dos sentidos.

 

Alegre, sinto o levar natural que me leva, deixo-me ir.

 

Sereno, acompanho

a valsa do vento,

bailando em suas asas.

 

Rumo ao caminho que encaminha,

fluo.

 

José Batista Cardoso de Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter


 



Categorias:Reflexão

Tags:, , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: