Como desarmar padrões energéticos e se libertar do passado

Quando o passado nos acompanha

Quando você se sente bem, se sente em paz, em harmonia e confia em você, as coisas começam a acontecer.

Isto porque da forma como você acredita é que as coisas acontecem, da forma como você se valoriza, você é valorizado. E você só consegue isso quando está bem. Quando acredita que é bom, que é suficiente, que é capaz. Estou falando de autoestima, de autovalorização. Estou falando de você ser você mesmo, não aquilo que imagina que seja.

Nós carregamos muitas coisas do passado, que ficaram marcadas. Às vezes, mesmo coisas pequenas ficam gravadas tão profundamente que condicionam toda nossa vida. Essas marcas profundas costumamos chamar de trauma. Muitas vezes, por causa de 3 ou 4 minutos de um fato desagradável, perdemos 30, 40 anos da vida.

Então, o primeiro passo é estar em paz, tranquilo. Para quê? Para acreditar que vale a pena, sentir que vale a pena. A partir daí começar a ir buscar os fatos que aconteceram e os argumentos que precisam ser usados agora para desarmar esses padrões energéticos que estão presos, originados de fatos passados. Desarmando esses padrões energéticos, cada vez mais aquilo que você tem que trabalhar vai vindo à tona, de forma calma, tranquila, suave. E sempre que vier um fato desses à tona,você deve procurar fazer aquilo a que chamam ressignificar.

Perdão: o melhor purificador de energias

Ressignificar é muito semelhante ao bom e velho perdão. Aquele que limpa tudo, lava a alma.

Você vai voltar àquela situação, vai olhá-la com os olhos de hoje. Para fazer isso você vai usar a sua compreensão, vai se permitir compreender o que aconteceu. Compreendendo o que aconteceu, compreendendo que naquela situação você não tinha todos os elementos que tem hoje para analisar, vai ver que tudo aquilo que você fez, que te prendeu, te causou muitos problemas até hoje, precisa ser solto, merece ser perdoado. No fundo, você vai se perdoar por alguma decisão, por algum fato, alguma coisa que você se permitiu sentir naquela época. Então você se perdoa. E a partir daí você vai ver que todas as pessoas que estão em volta também são abraçadas por esse perdão.

E aquele fato que gerou um trauma, e esse trauma que gerou uma série de programações na sua vida, no seu mental, no seu racional, que foi fazendo que você fizesse uma coisa em detrimento de outra, você vai ver que isso não tem mais validade para você. Por quê? Porque retirando a energia emocional que ficou presa por aquele fato , você compreende o que aconteceu, e consegue perdoar o que aconteceu. Dessa forma, você está transformando aquilo, que era uma fonte de sofrimento, numa fonte de conhecimento, de sabedoria. Você vai transcender o sofrimento e chegar à sabedoria.

Melhorando a qualidade de suas escolhas

Suavizando essas energias emocionais, deixando sem o peso, sem a dor que elas carregam, você permite que os fatos que as geraram possam vir à tona para lidar com isso de uma forma mais compreensiva e, a partir desse novo conhecimento, melhorar a qualidade das próximas escolhas.

É a partir das suas escolhas que você vai conseguir expressar os verdadeiros objetivos, os verdadeiros propósitos de vida que você tem.

É a partir daí que você vai conseguir expressar seus dons, suas virtudes únicas. Os dons, as virtudes que Deus, que a Essência, desejou que fossem expressas do seu jeito. E mais nenhum.

 

José Batista de Carvalho

Anúncios


Categorias:Comportamento

Tags:, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: