São Jorge, livrai-me de meus dragões interiores

A origem e vida de Jorge

São Jorge em seu cavalo corre e sua espada reluz cortando as trevas da noite escura do temor. Traz a fé na ponta de sua afiada lança para enfrentar os monstros de nosso inconsciente e estabelecer a luz que salvará a consciência de seus conflitos e unificará o reino da paz em nosso ser.

Jorge vem da Capadócia, região da Anatólia, hoje parte da Turquia. Ao ficar jovem, ingressou na carreira militar, uma vez que esta atendia ao seu temperamento aguerrido e combativo. Rapidamente obteve sucesso na área militar, sendo promovido a capitão do exército romano por sua destreza e habilidade.

Com o falecimento de sua mãe, possuidora de muitos bens, diz-se que doou toda sua herança aos pobres e carentes, o que trouxe admiração dos nobres que não conheciam a crença cristã de Jorge.

Quando o imperador Diocleciano publicou uma lei ordenando prender e submeter a sacrifícios todos os soldados romanos que professassem a fé cristã, Jorge procurou-o contestando essa ordem e revelando ser cristão. Para evitar perder um de seus melhores oficiais, o imperador buscou convencê-lo a negar sua crença oferecendo benesses, mas fiel à sua fé, Jorge permaneceu irredutível. Diocleciano ordenou, então, que ele fosse torturado mas, mesmo após todo o martírio, Jorge manteve-se em sua crença em Jesus. Não obtendo sucesso, o imperador ordenou sua execução por degola em 23 de abril de 303.

Essa firme disposição de Jorge foi se tornando conhecida dos romanos, e estes foram se condoendo pelo jovem soldado, inclusive fazendo com que a própria mulher do imperador se converte-se ao cristianismo.

São Jorge é um dos santos mais venerados no catolicismo, tanto na Igreja Católica Romana, na Igreja Ortodoxa, como também na Comunhão Anglicana. É imortalizado na lenda em que mata o dragão, símbolo do mal e do demônio.

A lenda que percorreu os continentes

A mais conhecida lenda sobre o embate entre Jorge e o dragão nos conta que Jorge, passando pelo norte da África, ao entrar na cidade de Silene, observou a população aterrorizada, pois em um pântano próximo existia um temível dragão que exalava um hálito tão letal que matava todos os que se dispunham a enfrentá-lo. A terrível criatura exigia que lhe fossem entregues dois carneiros todos os dias. Ao fim dos carneiros, o monstro passou a exigir o sacrifício de  pessoas que eram escolhidas através de sorteio.

Certo dia foi sorteada a filha do rei e esta, paramentada com suas vestes nupciais, foi enviada à nefasta criatura. Neste momento, em seu cavalo branco, Jorge corre com sua armadura reluzente, e com sua lança afiada transpassa a criatura que, ferida, é dominada. Jorge com o cinto da princesa ata a boca do dragão e o conduz mansamente para o centro da cidade. Agradecidos os habitantes convertem-se ao cristianismo.

São Jorge e o dragão: uma dicotomia que nos leva do inconsciente para o consciente

Entender todo o significado atrelado e sincretizado na figura de São Jorge por certo exige, além de intensa e extensa pesquisa, um esforço intuitivo para buscarmos o que representa tão rico e simbólico ícone. Para adentrar neste caminho com segurança nada melhor do que mentalizar essas palavras encorajadoras: ”Andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos, não me peguem e tendo olhos não me enxerguem…  Amém”.

Nosso herói, com sua espada e lança, juntamente com o temível dragão, representam dimensões próprias do ser humano. Em nós, o dragão é a primitiva e instintiva natureza, nosso mundo de sombras de onde saímos para a claridade da consciência e libertação do ego.

O exercício do arquétipo do herói em São Jorge e sua batalha com o dragão revelam as características do ego, iluminado, audacioso e valente, baseado no domínio da autonomia, vivendo um equilíbrio conflituoso, sem que o dragão avance sobre ele. No instante em que o ego aceita e concretiza a batalha arquetípica com o dragão presente no inconsciente, conquista a almejada síntese. E essa transformação não renuncia ao dragão, doma-o, promove a integração com a porção sombra.

Por isso em algumas versões São Jorge, ao invés de matar o dragão, o domestica e o reintroduz  em seus limites, retirando seu aspecto intimidador. Nesse processo surge a unificação dos antagonismos, o ser contraditório descobre sua harmonia ao equalizar o ego com o dragão, a luz com a sombra, a paixão com a razão, o simbólico com o racional, o inconsciente com o consciente.

A eterna busca do equilíbrio que se manifesta na diária luta entre os opostos, que simboliza a integração e a harmonia de todas as nossas dimensões.

Salve Jorge, livrai-me de meus dragões interiores!

 

José Batista de Carvalho

 

fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Jorge

 

Oração de São Jorge

Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge

Para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem,

Tendo mãos não me peguem,

Tendo olhos não me vejam,

E nem em pensamentos eles possam me fazer mal.

Armas de fogo o meu corpo não alcançarão,

Facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar,

Cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça,

Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino,

Protegendo-me em todas as minhas dores e aflições,

E Deus, com sua divina misericórdia e grande poder,

Seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos.

Glorioso São Jorge, em nome de Deus,

Estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas,

Defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza,

E que debaixo das patas de seu fiel ginete

Meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós.

Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo.

São Jorge Rogai por Nós.

Amém.

Anúncios


Categorias:Reflexão

Tags:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: