O apreço não tem preço, eu vivo ao Deus dará

As músicas que tocam nossas emoções

Muito da formação do repertório de nosso inconsciente vem das músicas que são ouvidas.

A música tem o poder de ressoar na mente e ativar diversas ligações que despertam emoções. Ao juntarmos essa capacidade de gerar emoções com os momentos vividos embalados ao som de músicas, temos a combinação ideal para a formação de um forte elemento unindo emoção e memória, que ficará registrado em algum lugar na mente.

Então, ao se ouvir a mesma música, é como se um botão fosse acionado, e todo o pacote vivenciado pela canção emerge trazendo consigo todas as emoções e lembranças, não importa quanto tempo tenha passado nem mesmo que as circunstâncias  atuais sejam completamente diferentes. Outro fato é que não importa se o momento vivenciado foi bom ou não, ele surge tal qual aconteceu.

Esse mecanismo deflagrado pelas músicas também pode ser utilizado na tarefa de transformar pensamentos e equilibrar emoções desalinhadas, como já descrevemos em outros posts.


Talvez lhe interesse também:


Ao perceber que tipo de emoção emerge ao ouvir determinada música, procure recuperar o fato vivenciado quando essa música tocou. Verifique o que aconteceu, para entrar em contato com a emoção e “conversar” com o fato, tirando a força dele e suavizando o desconforto e sofrimento.

É claro que quando o quadro se apresentar com boas emoções e lembranças gostosas, o que tem que ser feito é procurar ao máximo fixar isso na mente, pois esses acontecimentos ajudam a construir e alimentar a autoestima.

Uma conversa de botequim

Escrevi essa pequena explicação em função de hoje ter sido arrebatado por uma dessas ciladas sincrônicas com as quais tropeçamos pela vida.

O veículo sonoro que passou por mim é uma das mais belas músicas da nossa música popular, composta por Silvio Silva Jr. e Aldir Blanc.

A música é: “Amigo é para essas coisas”, que conta um encontro entre dois amigos em um bar. Um deles passa por dificuldades e encontra no amigo apoio e palavras de incentivo, demonstrando o admirável significado de uma forte amizade.

Esta música foi lançada em 1970, e o lamento do amigo se dá numa mesa de bar que, na época, além das bebidas, servia de confessionário, onde poemas eram  feitos e músicas descobertas entre as conversas.

Neste singelo e triste drama cotidiano percebemos que o bem de um se contrapõe à infelicidade do outro, e revela que a provável causa principal seja o infortúnio na relação com Rosa enquanto o outro, com Beatriz, encontrou o seu jeito de ser feliz.

O notável é que apesar de já há algum tempo eles não se encontrarem, mantinham a união dos sentimentos, mesmo após os caminhos diferentes que os separou até este novo encontro

O laço maior desse sentimento que é a amizade reflete-se na preocupação de um achar que está incomodando o amigo com suas lamúrias, e o outro querendo amenizar tamanho desalento da melhor forma possível.

No final, ao recusar a ajuda monetária, surge a expressão maior que marca as grandes amizades e seu caráter fraterno: o apreço não tem preço.

Essa palavra, não muito usual nos dias de hoje, resume todo respeito ao outro, a consideração, a estima, o sentimento que a existência do outro é muito importante, querida e que também nos define como ser.

Por isso devemos valorizar aqueles que sempre estão ao nosso lado, não importando as circunstâncias, ocasiões ou distâncias. Estes são verdadeiros, pois revelam o que em essência são.

E tudo isso se iniciou com uma antiga música que ouvi passando por mim numa manhã ensolarada.

Deixo um abraço amigo.

 

José Batista C. de Carvalho

Anúncios


Categorias:Emoções

Tags:, , , , , , , , ,

1 resposta

  1. gostei deste relato, simples e verdadeiro!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: