O que você costuma pensar quando alguma coisa dá errado?

Quando alguma coisa não dá certo, qualquer coisa que seja, a primeira pergunta que vem à mente de muitas pessoas é: “O que eu estou fazendo de errado?”

Provavelmente nada. Muitas das coisas a que nos propomos na vida dependem da prática, das tentativas e erros que vamos corrigindo para aprimorar o processo. Cientistas, pesquisadores, inventores, sabem disso perfeitamente. Por isso eles não desistem na primeira ou segunda tentativa. Se fosse assim, provavelmente não teríamos sequer o fogo, ou a roda, o que dizer da energia elétrica e todos os avanços que ela possibilitou.

Na vida pessoal é a mesma coisa. O fato de não termos sucesso logo de cara, seja num relacionamento, numa profissão ou num empreendimento, seja ao tentar fazer uma receita culinária ou pendurar um quadro, não quer dizer que somos incapazes, inaptos, nem incompetentes.

Esses sentimentos, se começam a se repetir e a se instalar em nosso subconsciente, podem ser muito prejudiciais. Com o tempo eles vão minando nosso entusiasmo, começam a nos fazer duvidar de nós mesmos, tornam-se um empecilho para aquilo que queremos para a nossa vida ser feliz e realizada.

Como remover os pensamentos depreciativos que temos sobre nós

Robert Holdenpsicólogo britânico considerado “o maior especialista britânico em felicidade” – em seu livro “Mudanças acontecem“, desenvolve sua concepção sobre esse assunto:

“O medo de haver alguma coisa errada conosco é nosso maior obstáculo à alegria. Na verdade, não existe outro obstáculo. Quando você decide que tem alguma coisa errada em você, algo ruim, alguma carência ou insuficiência, sua vida reflete essa crença. Diante disso, você tem a impressão de que os outros o rejeitam, que o mundo se fecha para você, que o destino é malvado, que a vida está contra você, que os céus o estão punindo. Na verdade, é você que está se condenando e sabotando aquilo que é bom. Assim, tudo precisa de esforço, os sucessos são muito árduos, a felicidade é breve, o amor sempre dá errado e não há paz.”

Segundo Holden, a maneira mais eficiente de resolver isso é modificar o seu modo de se ver. Se você substituir o julgamento, a condenação, a crítica e a agressão a si próprio, modificando-os por sentimentos de aceitação, compreensão, perdão e confiança, você começa um processo de transformação para poder ter uma vida melhor.

Não há nada de errado com você. Certamente que sua percepção pode estar com problemas. E seu raciocínio pode estar falho. E você pode tomar decisões inconvenientes. A vida sempre melhora quando você se trata melhor.”, diz Holden.


Você pode gostar de ler:


Talvez você não ache muito fácil fazer isso – se valorizar. Talvez você tenha dúvidas se isso pode realmente funcionar. Mas certamente, se você não fizer nada, nada vai mudar.

A vida é feita de escolhas. Você sempre escolhe. Todas as dezenas ou centenas de atos do cotidiano dependem de decisões: desde coisas triviais como que roupa vestir, o que almoçar, que programa assistir até outras mais complexas como aceitar ou dispensar um trabalho, começar ou romper um relacionamento.

Você está acostumado a escolher, está acostumado a tentar. Tente, então, a técnica proposta por Holden. Não custa nada. E pode lhe trazer muitos benefícios.

 

Noemi C. Carvalho

 


LêAqui: a resposta certa na hora certa. 


 

Anúncios


Categorias:Autoconhecimento

Tags:, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: