Animais de Assistência Emocional: suporte no controle da ansiedade e depressão

Saiba mais sobre os animais que podem auxiliar no equilíbrio emocional.

Os Animais de Assistência Emocional (ESAN, na sigla em inglês), estão cada vez mais ganhando espaço e aceitação como um valioso suporte para pessoas que sofrem de ansiedade e depressão.

Alguns animais, ao longo do tempo, foram se adaptando cada vez mais ao convívio humano. De prestadores de serviços em muitas atividades, ganharam cada vez mais espaço nos círculos de convivência mais estreitos como bons companheiros. Muitas espécies de animais são largamente utilizadas como auxiliares em casos de limitações físicas ou em atividades terapêuticas. Os cães-guias para pessoas com deficiências visuais são os mais conhecidos.

Assim desde pequenos e multicoloridos peixinhos de aquário a musculosos e não menos carinhosos e dóceis cavalos, muitas espécies conquistaram um lugar nas casas e nos corações humanos. Dentre elas, por seu porte e capacidade de aprendizagem, uma das que mais espaço conquistou foi a espécie canina.

As múltiplas habilidades e serviços de assistência em que os cães podem auxiliar são relatadas neste texto de Adriana – CVV Araraquara – SP. Leia a seguir.

AMIGOS MUITO ALÉM DA ESTIMAÇÃO

É cada vez mais comum vermos animais acompanhando humanos em lugares públicos que menos esperávamos. São os chamados animais de assistência. Treinados individualmente para ajudar a realizar tarefas, eles permitem aumentar a autonomia e a funcionalidade de pessoas com algum tipo de problema emocional ou deficiência física.

Algumas pessoas necessitam da ajuda dos animais para viver melhor, pois nem todos os ambientes sociais estão totalmente adaptados. Existem alguns aspectos já determinados em lei sobre estes animais, cães em sua maioria. Isto acontece porque precisam estar preparados para a atividade, que muitas vezes requerem tamanho e resistência. Os cães-guia, por exemplo, ajudam pessoas com deficiência ou incapacidade visual; os cães-ouvintes colaboram com aqueles com deficiência ou incapacidade auditiva; os animais de alerta contribuem para detectar crises de hipoglicemia ou de epilepsia; já os cães de serviço são úteis em situações de deficiência orgânica ou motora, buscando objetos, abrindo portas, entre outras tarefas, para essas pessoas.

A raça mais utilizada de cão para essas finalidades é o labrador retriever, que são selecionados muito cuidadosamente, desde o nascimento, para haver maior probabilidade genética de ter um animal psicologicamente disponível para aprender a ajudar pessoas de maneira muito específica. Outros traços emocionais que se procuram nestes cães são a estabilidade, a capacidade de aprendizagem e de concentração. A proposta é evitar que, inesperadamente, o cão saia correndo para brincar.

Qualquer cão, no entanto, pode ser incluído em uma categoria muito especial de animais de assistência. São os chamados de ESAN: Animais de Assistência Emocional. Pela presença, convivência e jeito de ser, possuem ações consideradas terapêuticas que podem contribuir na cura e no tratamento de doenças psicológicas e psiquiátricas. Dão apoio às pessoas com estes problemas e podem ajudar na independência delas.

O principal benefício destes animais é a presença, a atenção e o carinho. Eles não necessitam de um treino específico: o aprendizado básico de obediência é o suficiente para que possam conviver com outras pessoas e animais de forma saudável. São animais que trazem conforto e apoio aos donos, contribuindo assim para o tratamento das doenças. Podem ser de qualquer espécie, tais como cães, gatos, cavalos, aves, peixes e tartarugas.

Ao contrário dos animais de assistência legalizados, os ESAN não têm qualquer vantagem legal. Na maioria dos países são tratados como quaisquer outros animais de assistência. No entanto, muitos hotéis, pousadas e companhias aéreas, em várias partes do mundo, permitem que acompanhem os tutores em viagens, seja em cabines ou mesmo em quartos, o que é muito vantajoso para ambos.

Para um animal ser aprovado como ESAN, é necessário comprovante médico, garantindo que realmente contribuem para casos como depressão, ansiedade, doença mental ou emocional. Está clinicamente provado que tocar num animal acalma as pessoas, reduzindo a frequência cardíaca. Assim, sintomas de ansiedade ou pânico podem ser imediatamente reduzidos apenas pelo toque e proximidade. Além disso, eles são excelentes ouvintes. Não dão qualquer tipo de conselho, normalmente são imparciais e atenciosos com quem está sendo cuidadoso com eles.

Fazer atividades com os animais também ajuda a ter uma outra visão dos problemas. Contribui para clarear as ideias e manter a mente limpa e sã, colaborando como distração para pensamentos destrutivos. Enquanto passeamos com o nosso cão ou brincamos com o nosso gato, a mente se afasta dos pensamentos negativos, ajudando na recuperação da disposição.

Eles podem também reduzir a sensação de solidão e ajudar a conhecer novas pessoas em passeios por exemplo.  Podem, ainda, alertar outras pessoas durante uma crise emocional. Vendo que o tutor está prestes a ter um ataque de pânico, podem avisar amigos ou familiares, contribuindo para a ajuda. Mesmo que não se perceba, a simples presença do animal pode evitar a tristeza e o desespero para alguns.

 

Adriana – CVV Araraquara-SP

 

***Precisando conversar ligue 188, 24 horas todos os dias ou acesse CVV

 

reprodução de publicação do Centro de Valorização da vida – CVV

 


Talvez lhe interesse ler:


 

Anúncios


Categorias:Emoções

Tags:, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: