Cada um vê a felicidade do seu jeito

Ser feliz

como ser feliz

Há muitas formas de ver a vida, o que significa diferentes formas de ver a felicidade.

Ser feliz é um sentimento comum e muito desejado, mas que pode levar a uma cobrança excessiva e causando, ao contrário do que se deseja, um maior sentimento de infelicidade. Um simples copo com água pode dar uma visão prática dessa realidade. Como você vê um copo com água pela metade? É um copo meio cheio ou um copo meio vazio?

As percepções dos fatos cotidianos mudam de pessoa para pessoa. Eu também posso ter diferentes interpretações desse mesmo copo em função do momento pelo qual estou passando.

Quando estamos nos sentindo bem, de uma maneira ampla, não carregamos nos aspectos negativos daquilo que observamos ao nosso redor. Nesse caso, o copo estará meio cheio. Só falta um pouco de água, não existe motivo para apreensão.

Mas se estamos passando por problemas que normalmente não fazem parte da nossa vida cotidiana, como um separação amorosa, problemas financeiros, morte de alguém próximo, isso pode nos levar a ter uma percepção mais voltada ao medo, à incerteza e à insegurança. O que percebemos, então? Exato, um copo meio vazio. O sentimento percebido é de falta, de carência, de não ser suficiente.

Como as diferenças culturais influem na visão da felicidade.

A percepção do mundo à nossa volta está intimamente ligada a um referencial pessoal: vejo o que conheço, o que experienciei, o que sinto. Mas existe um outro fator que determina essa diferença entre a percepção dos eventos e o sentimento experimentado: as diferenças culturais.

Estudos realizados apontam que em países ocidentais, por exemplo, a ideia de felicidade é bem diferente do conceito nos países orientais. Ao longo dos anos, equipes de psicólogos e pesquisadores mostraram que a positividade atua de modo diferente em pessoas de culturas diferentes.

No ocidente, emoções positivas são consideradas boas e incentivadas e existe uma maior valorização e importância na individualidade. Na cultura oriental predomina o sentido de coletividade, do que é melhor para o grupo, e emoções positivas são consideradas como tendo lados obscuros – são passageiras, podem chamar uma atenção desnecessária por parte de outras pessoas e podem interferir na concentração e no bom desempenho de tarefas importantes.

Isso nos mostra que existem múltiplos fatores que podem determinar o que significa a felicidade e a forma como ela é sentida. Por isso, o melhor é não nos preocuparmos com o que os outros podem achar ou sentir como ideal de felicidade, mas com aquilo que é importante para nós e nos faz sentir bem.

8 dicas fáceis e rápidas para se sentir feliz.

Algumas dicas muito simples podem ajudar a ficar mais perto da felicidade e da boa sensação que ela traz.

1 – Pratique exercícios

Quando nos exercitamos, o sangue libera endorfinas por todo o corpo, que dão a sensação de felicidade e combatem o mau humor. Estudos mostraram que o exercício pode ajudar a aliviar os sintomas da depressão. Pode ser uma caminhada, uma corrida, ioga, dança, qualquer atividade que movimente o corpo. Com 20 ou 30 minutos de atividade todo dia, você vai se sentir bem melhor.

2 – Tome sol

Se você começar a se sentir para baixo, a opção é tomar um pouco de sol. Os raios solares ativam a produção de vitamina D e pesquisas indicam que a falta desta vitamina pode aumentar a probabilidade das pessoas se sentirem deprimidas, ansiosas e cansadas. Com 20 minutos de sol ao dia, o humor volta naturalmente. Só tome cuidado com os horários, preferindo sempre o sol do início ou do fim do dia.

3 – Deixe o sol entrar

Sempre que possível, deixe janelas e cortinas abertas para iluminar o ambiente onde você está. Um espaço de trabalho ou de trabalho bem iluminado por luz natural ajuda a manter o bom humor.

4 – Faça rápidos intervalos durante suas atividades

De acordo com várias pesquisas, pessoas que fazem pausas rápidas durante o dia de trabalho têm uma melhora não só no emocional mas também na produtividade. Com menos de um minuto você pode recarregar sua energia e continuar as atividades com muito mais disposição.

5 – Pratique meditação

A boa notícia é que você não precisa de muito tempo para dedicar a exercícios de meditação. A meditação traz muitos benefícios à mente e ao corpo também, e libera substâncias químicas “felizes” no cérebro – serotonina, dopamina e endorfinas – que trabalham juntas para deixar você com melhor humor. Se você não sabe como fazer, veja esta sugestão: Uma breve meditação que você pode praticar todos os dias

6 – Sorria mais

Isso mesmo. O ato de sorrir – mesmo que você o faça de propósito, e não como uma reação espontânea de se sentir feliz – segundo pesquisadores também ajuda a ativar centros de felicidade em seu cérebro. Então, não espere estar feliz para sorrir: sorria para ficar feliz.

7 – Brinque com seu animal de estimação

Felicidade não é brincadeira. E brincar com seu animal de estimação aumenta sua felicidade. Pesquisas indicaram que acariciar um cachorro por apenas 15 minutos libera hormônios que melhoram o humor, e ao mesmo tempo reduzem o hormônio do estresse. A alegria deles quando você chega em casa e sua lealdade faz deles ótimos companheiros.

8 – Escute música e cante também

Músicas podem nos alegrar, trazer boas lembranças e estimulam o humor com a liberação de dopamina, trazendo sensação de bem-estar. Pesquisadores descobriram que um órgão minúsculo no ouvido interno está conectado a uma região do cérebro que registra o prazer. Agora você já tem motivos para cantar no carro, no chuveiro, no karaokê.

9 – Seja grato

A gratidão nos traz a sensação de paz e serenidade. Pratique a gratidão todos os dias, a cada momento. Quanto mais você perceber quantas coisas boas existem em sua vida, melhor você vai se sentir.

O mais importante é se sentir feliz.

A felicidade é muito boa, nos faz sentir bem. Mas podemos ter percepções diferentes da felicidade em momentos diferentes da nossa vida. E, naturalmente, essa percepção também muda de pessoa para pessoa.

A influência da positividade e do otimismo é apontando em diversos estudos como um fator de grande importância para a manutenção da saúde, do bem-estar e para o êxito das realizações desejadas.

Entretanto, a busca incessante para a felicidade pode levar a resultados inversos.  A preocupação em ter que sentir feliz de forma intensa, constante e duradoura gera ainda mais preocupação, ansiedade e estresse.

Siga as dicas acima, seja feliz do seu jeito. O importante é você estar bem.

 

Noemi C. Carvalho

 

com informações CNN, The Cut e Health

 

 


LêAqui: a resposta certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


Anúncios


Categorias:Emoções

Tags:, , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: