Seja uma luz na escuridão

E não deixe ninguém apagar o brilho da sua luz interior.

Nossa luz interior não é movida a carvão nem eletricidade, nem com pilha ou bateria, nem mesmo com energia solar.

Ela é movida pela energia da vida que nos impulsiona, pelo prazer de viver que explode em criatividade e alegria.

Não deixe ninguém jogar um manto escuro sobre sua luz, não deixe que ninguém roube o brilho dos seus olhos –  as janelas por onde avistamos o contentamento da alma.

Não tranque as portas e janelas da sua alma

Tem pessoas que ainda não entenderam que somos todos estrelas de Deus neste universo infinito.

Tem pessoas que insistem em cobrir a sua luminosidade com suas próprias sombras, e não aceitam que nenhuma luz brilhe ao seu lado. Pessoas que menosprezam e ridicularizam, que sempre têm um riso sarcástico, um comentário irônico e cáustico, que corroem a sua espontaneidade e turvam o seu sentimento.

E então você começa a se fechar. Mas quando você se fecha para a vida, você tranca portas e janelas, sua luz não sai, mas também não se alimenta mais.

Ela se enfraquece, desanima, suspira e se entristece. Vê a vida passar sem nenhum encanto, encolhida em seu canto. Sua alma vai ficando sufocada, seu brilho vai esmorecendo, sua criatividade vai minguando, seu entusiasmo vai desaparecendo.


Talvez você goste de ler:


Não seja a sombra que encobre a sua vida

Não deixe isso acontecer. Você é filho do Criador da Vida, você tem qualidades e virtudes e habilidades e capacidades e um caminhão de coisas boas para desenvolver. Todos têm.

Aqueles que acreditam que não têm, na verdade também têm, só não sabem, e não entendem que podem ativar tudo isso, assim como você ativa poderes num jogo de videogame. Você tem poderes mágicos, tem botões de acesso, está tudo dentro de você.

Lembro de ter lido, há muito tempo, o livro de Michael Ende, “Uma história sem fim, que depois também ganhou uma versão em filme. Uma das coisas que ficou marcada em minha lembrança foi justamente  a luta que os heróis travam na narrativa contra o Nada, uma escuridão avassaladora, que vai se alastrando e encobrindo todos os lugares por onde passa no reino de Fantasia. Onde o Nada chega, nada sobrevive, não fica nenhuma vida, só o nada, o vazio.

Marianne Williamson diz que temos medo não da nossa incapacidade, mas de nossa própria luz. Aprendemos que não podemos ser “mais” ou “melhores”. Precisamos nos conter em certos limites, evitando sobressair, superar nossas capacidades conhecidas.

Não espere, faça seus dias melhores

Mas não adianta ficar esperando, como diz a música,  por “dias melhores”, se amanhã não formos melhores que hoje.

“Vivemos esperando dias melhores,  dias de paz, dias a mais, dias que não deixaremos para trás.

Vivemos esperando o dia em que  seremos melhores, melhores no amor, melhores na dor, melhores em tudo.” – Jota Quest

Temos a necessidade de sentir que estamos fazendo algo de bom, estamos fazendo a diferença, queremos ter o sentimento de “pertencer” a um grupo, queremos ser felizes. Queremos que as pessoas nos vejam, nos ouçam, nos respeitem, nos amem.

Nada disso pode ser conseguido se escondermos nossos valores, se tivermos receio de dar vazão às qualidades e atributos que Deus nos concedeu.

São qualidades e aptidões que nós temos, e que sempre podem ser desenvolvidas e aperfeiçoadas, para serem mostradas, sempre com humildade e retidão de caráter, com o espírito de serviço, a serviço do bem, da alegria, da solidariedade.


Talvez lhe interesse também:


Seja a luz que o mundo precisa

Nossa luz interior não é algo inatingível, divino, não humano.

A nossa luz interior é a soma de nossas qualidades, de nossos habilidades, de nossos sentimentos, de nossa dedicação, de nossa devoção. É nossa simpatia, nossa bondade, nossa gentileza, nossa inteligência, nossa criatividade.

Se Deus nos concedeu tantas coisas boas, que nós desenvolvemos e aprimoramos a muito custo e sacrifício, com muitos erros e sofrimento, ao longo de sabe-se lá quantas vidas, porque manter tudo nas sombras com receio da incompreensão alheia?

Cada um tem um caminho, cada um está num ponto do caminho. Há que se respeitar a todos, todos merecem ser respeitados.

Por isso também devemos estar sempre abertos a reconhecer e aceitar as qualidades dos outros, distanciando-nos de sentimentos mesquinhos de inveja ou egoísmo. Quando nos valorizamos e valorizamos o outro, a vida flui num ritmo de crescimento para todo mundo, a vida ganha novo brilho, nosso olhar sorri, nosso sorriso se ilumina.

Seja a luz que o mundo precisa, faça a sua parte. Permita que essa energia amorosa e próspera se irradie, pois ela precisa de pontos de partida. Quanto mais pontos ela tiver, mais ela vai se expandir, ganhar força a cada vez que se entrelaça no encontro das afinidades neste universo de Deus.

 

Noemi C. Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


Anúncios


Categorias:Autoconhecimento

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: