Quatro dicas para você se valorizar e se realizar

Algumas atitudes simples podem nos ajudar a realizar nossos projetos.

Temos muitas metas ao longo da vida. À medida em que vamos realizando nossos desejos, outros chegam para tomar seu lugar. As novas aspirações são boas, porque nos mantém em movimento, nos estimulam no aprendizado e nas novas descobertas.

Mas é preciso tomar um pouco de cuidado para não deixar que as conquistas – que tanto podem ser de objetos materiais, de sucesso profissional ou mesmo de aceitação social – e o desejo de se vangloriar e ser admirado por esses feitos assumam um valor maior do que lhes compete.

As lições de Yogananda

Da mesma forma, precisamos também estar atentos para não nos deixarmos influenciar pelo ambiente externo, mantendo a consciência de nossos valores interiores. Não podemos deixar de ser nós mesmos, sob o risco de nos anularmos perante a vida.

Você pode gostar de ler Saia do padrão e escolha ser você

Não precisamos ficar nos exibindo, querendo aparecer mais que os outros querendo ser melhores que os outros. Nós temos que ser, a cada dia, melhores que nós mesmos – por nós, em nosso benefício, para nosso crescimento, evolução e bem-estar.

Vamos acompanhar alguns conceitos do mestre iogue Yogananda e suas orientações para nos levar a uma vida positivamente realizada.

1 – Viva com simplicidade e alegria

Como podemos fazer para ficar bem e não nos perdermos na vaidade e no exibicionismo? A resposta de Yogananda a essa pergunta é a seguinte:

“Vida simples e pensamento elevado devem ser a meta. Aprenda a levar em você todas as condições da felicidade, meditando e sintonizando a consciência com as influências externas. Seja qual for o ambiente, não permita que sua paz interior seja afetada por ele.

Onde quer que eu vá, mantenho a mente continuamente na paz da alma. Você também deve sempre apontar a agulha da atenção para o polo norte da alegria espiritual. Então, ninguém poderá jamais perturbar seu equilíbrio.

2 – Escolha o ambiente e as pessoas

Yogananda dá muita ênfase ao ambiente que nos rodeia. Quando não conseguimos ainda atingir um estado de elevação que nos mantenha imunes à toxicidade energética, precisamos avaliar se o ambiente não está exercendo uma força negativa, que pode estar nos afetando.

“Se tem pensado de maneira errada, tome a decisão de andar em boas companhias, estudar e meditar. Uma mudança de companhia pode fazer grande diferença.

A influência mais forte na vida, ainda mais forte que a força de vontade, é o ambiente. Modifique-o, se necessário. Enquanto não for mentalmente forte, nunca será o que deseja ser sem um bom ambiente para ajudá-lo.”

Talvez lhe interesse ler Como a qualidade dos pensamentos interferem na energia do seu ambiente

3 – Siga seus valores

Existem muitos fatores que podem nos desviar de uma conduta de retidão e honestidade: querer agradar os outros, ter medo de negar uma solicitação, oportunismo para ter uma vantagem fácil, são alguns deles.

Quando não agimos de acordo com o que pensamos e sentimos, quando nos desalinhamos de nossa essência e agimos fora da nossa consciência, ainda que tenhamos uma satisfação momentânea, é um desvio no caminho de nosso fortalecimento interior, que vai alongar e causar atrasos na nossa jornada do autoconhecimento.

Yogananda faz uma advertência: “Analise-se, torne-se o que você deve e quer ser. Raramente as pessoas aprendem o verdadeiro autodomínio, fazem coisas que prejudicam seu bem-estar maior e pensam estar sendo felizes; mas não são.

Ser capaz de fazer as coisas quando e porque devem ser feitas, e recusar-se a fazer o que sabe que é prejudicial – eis as chaves do sucesso e da felicidade verdadeira.

A auto-análise também é essencial para ajudá-lo a aprimorar-se. Se puder analisar-se corajosamente, será capaz de suportar, sem pestanejar, uma análise crítica feita pelos outros.”

Se for de seu interesse, leia Críticas: quando esse julgamento é manipulador

4 – Faça do bem uma prática

A fofoca é um vício, quem faz fofoca não tem consciência do mal que poder fazer. Palavras levianas, expor a vida dos outros, querer tirar proveito, nada disso é bom ou pode fazer bem pensando a longo prazo na nossa existência terrena e eterna.

“Aqueles que gostam de falar dos defeitos alheios são abutres humanos. Já existe maldade demais no mundo. Não fale mal, não pense mal e não faça mal. Seja como a rosa, exalando para todos o doce aroma da bondade da alma.

Faça todos sentirem que você é um amigo, que está pronto a ajudar, não a destruir. Se quiser ser bom, analise-se e desenvolva as virtudes que existem em você. Expulse a ideia de que o mal faz parte de sua natureza e ele se irá.

Faça os outros sentirem que você é uma imagem de Deus, não pelas palavras, mas pelo comportamento. Enfatize a luz e não existirá mais escuridão. Estude, medite e faça o bem aos outros.”

Mude seus hábitos, mude seus pensamentos, use o potencial criativo e ilimitado que Deus lhe concedeu.

Mude suas práticas, mude suas necessidades de afirmação social, seja o que é importante ser para o seu Ser.

Mude seus padrões, mude seus referenciais, não se meça pelos outros mas por tudo o que você é.

Mude suas escolhas, mude seu foco, escolha o melhor para você.

 

Noemi C. Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


 

Anúncios


Categorias:Autoconhecimento

Tags:, , , , ,

1 resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: