Se for para confiar em alguém, confie em si mesmo

O que você sente e pensa sobre si mesmo constrói a sua vida.

Você nem bem sai da cama e o tormento se instala em sua cabeça: as tarefas do dia, os prazos, os compromissos e as cobranças. E aí, lá de não se sabe onde, vem aquela sensação chata de que você não vai dar conta. É meu caro, isso é falta de confiança em si.

Nestes novos tempos não podemos mais nos dar ao luxo de não acreditarmos em nós mesmos.

Você precisa entender que quando confia em si mesmo, você se sente bem. Mesmo em meio à maior agitação e confusão parece que suas ações são harmônicas e calmas, você se sente em paz e aí então, as coisas acontecem.

Vou lhe contar um segredo: tudo aquilo que está na sua cabeça, todos os pensamentos e as crenças, fazem você ser o que é; e por consequência constroem a sua realidade e as situações que você vive.

É assim que funciona: do jeito como você se valoriza será valorizado.

É isso mesmo: toda aquela conversa que fica na cabeça maltratando você, dizendo que você não faz nada direito, que está sempre atrasado, que nunca consegue ser bom e mais um monte de negatividade, além de te desmotivar, está cada vez mais se entranhando e assim provocando mais pensamentos negativos, que formam crenças ruins e tudo isso termina sabe como? Isso mesmo, mais problemas, confusões, e aí por diante.

Precisamos saber, também, que o repertório de lembranças e fatos que fica gravado na nossa mente é muito variado e cercado de “mistérios” que, a princípio, parecem sem sentido e mesmo um desaforo.

Estou falando do nosso inconsciente, um lugar onde ficam guardadas todas aquelas lembranças de situações que nos marcaram profundamente, acidentes, decepções e uma série de circunstâncias que de algum modo não foram bem assimiladas pela consciência por não sermos capazes de lidar com elas.

Parece difícil entender isso. Bem, vamos ver como podemos explicar: imagine que você está dando uma geral na sua casa, mas esqueceu de pegar a pá de lixo e você não quer ir buscar, afinal trabalhou o dia inteiro, preparou os “comes e bebes” para os amigos que estão para chegar e ainda precisa se arrumar; nada como levantar o tapete e empurrar tudo aquilo que você não está querendo fazer para o escuro do esquecimento.

Pois bem, não dá para saber quanto material inadequado existe por baixo do tapete de nossa consciência. Tem de tudo: desde grandes traumas até passagens que hoje aos nossos olhos podem parecer bobagem, mas que na época em que ocorreram nós não tínhamos maturidade suficiente para lidar.


“São tantas coisinhas miúdas

Roendo, comendo

Arrasando aos poucos

Com o nosso ideal

São frases perdidas num mundo

De gritos e gestos

Num jogo de culpa

Que faz tanto mal…”


Sempre gostei dessa música do Gonzaguinha, pois ela dá uma ideia do que represamos emocionalmente e que, sem que tenhamos controle, uma hora rasga nosso coração.

Para nos convencermos que sair do escuro do inconsciente vai abreviar nossos sofrimentos, imagina quantas coisinhas podem estar lá. Muitas vezes coisas pequenas e banais que ficaram gravadas tão profundamente, 3, 4 ou 5 minutos de uma situação desagradável que nos prendem por anos, décadas, às vezes por uma vida inteira.

Então, vamos começar a mudar tudo isso?

Se estiver disposto, preste a atenção e vamos lá.

Já falei ali em cima que aquilo que você acredita acontece, do jeito como você se considera será considerado. Pois bem, se você começar a pensar que é capaz, que consegue fazer o que tiver que fazer, que você é bom o suficiente, esses pensamentos irão dia a dia construindo um dos bens mais precisos: a confiança.

“Se você quiser alguém em quem confiar

Confie em si mesmo

Quem acredita sempre alcança!”

 Renato russo

O primeiro passo para você fortalecer a sua confiança é estar em paz. Construir as condições para que você, aos poucos, se mantenha em um estado de tranquilidade e harmonia.

Eu sei, nada é fácil nessa vida, mas esse esforço pela paz interior é capaz de transformar nossa visão de mundo, e assim, o que nos acontece não vai apresentar mais as mesmas dificuldades e sofrimentos. Os problemas vão continuar surgindo, mas você vai estar mais preparado.

Aviso: paz, tranquilidade e calma não significa balde de pipoca e maratona na Netflix. Dê uma olhada no post O que eu posso fazer para encontrar a paz interior? Nesta publicação você vai ter boas informação sobre o que pode ser feito para desenvolver a capacidade de ficar em paz.


“Para se alcançar a paz, é preciso remover tudo aquilo que a está obstruindo.

Descubra por que você não está em paz. Por quê? Então, remova a causa. Se a ambição estiver perturbando a paz, livre-se da ambição e a paz acontecerá.

A paz já está presente. Você não precisa desejá-la.

Torne-se apenas consciente de como você a está perturbando, e não a perturbe; isso é tudo.

E ela acontecerá.”

Osho


Uma das coisas que mais afeta a autoconfiança é a mania de se comparar.

Vivemos em uma sociedade extremamente competitiva, em qualquer canto das mais variadas atividades humanas vamos encontrar alguém querendo vencer alguém.

Não importa o que for: seja no desempenho profissional, na capacidade nos negócios, no time do coração e até mesmo nas desgraças. Dá para acreditar que tem gente que depois de ouvir alguém falando de seus problemas e infortúnios não consegue ficar sem contar algo pior que aconteceu com ela, só para não ficar em desvantagem na conversa?

A comparação pode se tornar um monstro, que além de perseguir você, vai minar suas energias até que sua estima seja a mais baixa possível.

Ainda mais com as redes sociais onde nos tornamos vizinhos virtuais de quase todo o mundo, e assim, agora temos inúmeros muros que podem revelar vários gramados mais verdes que os nossos.

Não existe nada em você para ser comparado.

Para eliminar esse hábito, esse verdadeiro vício que a comparação se tornou, você precisa saber que você é único, que cada um é cada um, não encontraremos ninguém igual. Sendo assim, não é possível fazer comparações; a comparação só é possível entre coisas uniformes.

Bom, já sabemos que temos um monte de memórias nada boas em nosso inconsciente que podem estar nos bombardeando com aquela vozinha que insiste em falar que “não vai dar certo” ou que “você não vai conseguir”.

E sabemos que ao nos compararmos estamos nos depreciando.

Ao juntarmos essas duas coisas, certamente vai ficar muito difícil atingir qualquer meta e, pior ainda, a sensação de ser insuficiente vai continuar aumentando.

Como recobrar a confiança em si mesmo.

Procure se acalmar, buscar o seu centro, para se equilibrar e buscar a paz interior.

Assim a voz que te atormenta vai parar de trazer ecos de experiência passadas.

Você vai  conseguir se enxergar como um ser único, integral, sem ninguém parecido com você.

Você é fruto de um Divino desejo de Amor, criado pela sagrada inspiração e Deus nada faz que não seja perfeição.

Pense nisso, identifique-se profundamente com essa imagem, sinta a energia que passa a fluir de você ao aceitar e incorporar essa sua verdadeira identidade, o seu Ser verdadeiro.

Fique neste estado de verdadeira graça, perceba como todos os antigos e negativos pensamentos se dissolvem, perceba a sua imagem se desidentificar de todas os outros seres que você criou com base nas comparações, essas figuras também se dissolvem.

Perceba neste momento que você tem a oportunidade de construir pensamentos novos e produtivos, que criam as crenças positivas, que produzem a sensação de que você é capaz, é forte, inteligente, criativo e determinado, que nada nem ninguém pode te fazer sentir inferior.

Sinta esse novo mundo em que a confiança em si mesmo constrói as realizações de sua vida.

 

José Batista de Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


 

Anúncios


Categorias:Autoconhecimento

Tags:, , , , , , ,

1 resposta

  1. Muitíssimo obrigada.  Namaste. Enviado do Yahoo Mail no Android

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: