Como aumentar a confiança e ser feliz

A felicidade se manifesta onde existe confiança.

Às vezes confundimos felicidade com controle. Acreditamos que manter o controle sobre todas as coisas que acontecem na nossa vida – inclusive sobre as pessoas que acontecem na nossa vida – é a única forma de manter a felicidade perto de nós.

Ledo engano! Se você pensar bem, vai ver que muitas coisas na vida não são controláveis. A felicidade vem da libertação, e não do controle. A felicidade se manifesta quando existe confiança.

A confiança nos liberta das amarras das carências que sentimos e tentamos preencher através dos outros. A confiança é como aquele longo suspiro que nos diz que tudo está bem.

A confiança em si próprio é a certeza que temos sobre nossa capacidade para realizar o que queremos e superar adversidades. É quando confiamos nas habilidades e qualidades que possuímos, quando estamos certos de nosso  discernimento ao avaliar situações.

Quem não possui autoconfiança deixa a energia que impulsiona a vida se perder entre lamentações e autodepreciação. A energia negativa cria uma sintonia de baixa vibração, atraindo pessoas e situações da mesma faixa vibratória.

Quando acreditamos em nós, nos posicionamos frente à vida sem medo. Usamos de maneira eficiente a nossa energia, direcionando-a para a produção de bons eventos.

A positividade extrapola os limites de nosso ser, o campo magnético beneficia quem se aproxima. Por sua vez, nossa energia positiva também é nutrida pelas fontes que se aproximam de nós, e o círculo virtuoso de bem-estar, de harmonia, de prosperidade se expande sempre mais.

Como você pode aumentar a autoconfiança.

A confiança em nós mesmos é um valor pessoal, que como todos os nossos outros atributos, pode ser desenvolvido e aprimorado.

Ela depende, naturalmente, da vontade e do empenho individual para seu fortalecimento. Alguns cuidados e práticas diárias podem ajudar a aumentar a autoconfiança:

1 – Seja paciente e compassivo com você

A autocompaixão é fundamental. Seja bondoso e paciente consigo, não se criticando, não usando palavras negativas e depreciativas. O fato de não sermos perfeitos é o que nos move a aprender e melhorar sempre.

A vida é um campo de estudos, pesquisas, experiências e aprendizados, e os maiores inventos da humanidade surgiram depois de inúmeras tentativas.

2 – Esforce-se em banir os pensamentos negativos

Pensamentos negativos constantes, preocupação excessiva e sentimentos de desvalorização própria não trazem nenhum benefício.

Mesmo que seja difícil, você deve se esforçar para trocar as sementes que você está plantando em seu subconsciente. Você pode fazer essa alteração, e tenha certeza que a sua confiança vai melhorar.

3 – Abra mão do controle

Quem está acostumado a manter controle sobre tudo à sua volta, inevitavelmente acaba passando por situações que fogem à sua vontade ou poder.

Grande parte dos acontecimentos da vida são incontroláveis, decorrentes de fatores sobre o quais é impossível exercer qualquer ação. Pessoas também não devem ser controladas: a orientação benéfica não pode invadir o domínio do livre-arbítrio de cada um.

Como diz a Oração da Serenidade, é preciso aceitar o que não podemos modificar e coragem para modificar o que é possível, sempre pedindo Sabedoria para reconhecer a diferença.

4 – Mantenha a atenção no que é importante para você

Não deixe que os pensamentos se prendam a situações desagradáveis que já passaram. Analise o que você pode usar como referência e entregue o acontecimento ao tempo a que pertence.

Da mesma forma, ansiedade e preocupações com o que pode vir a acontecer no futuro distraem sua atenção, você desperdiça um tempo e energia preciosos que deveriam ser voltados ao que é importante fazer agora, neste momento.

Essas duas situações tomam tomam o seu tempo, você vê que o tempo passou e não agiu, e isso abala a sua confiança de capacidade realizadora.

Por isso fique plenamente presente no momento atual, na única possibilidade que existe para fazer acontecer a felicidade que você quer.

5 – Mantenha o entusiasmo

Se alguma coisa não deu certo, não desanime. A vida está aí, pronta para ser vivida a cada momento. Repense, refaça, reinvente, mude o foco, mude o objetivo. Entre todas as opções que você vai ver surgindo, a única que não serve é desanimar.

Confie em você, você já chegou até aqui. Não importa se foi aos trancos e barrancos: os rios passam por curvas, por pedras, caem nos acidentes geográficos que aparecem no caminho. Mas seguem em frente, confiando na chegada ao seu destino.

Os relacionamentos se nutrem e se fortalecem com a confiança mútua.

Um relacionamento baseado em controle excessivo não tem boas perspectivas. Tanto em relacionamentos amorosos, como nos familiares, sociais e profissionais, a pessoa por demais controladora inibe a expansão da individualidade, cerceia a criatividade, impede a manifestação da responsabilidade.

Laços amorosos podem ser desfeitos quando começam a estrangular o relacionamento por estarem apertados demais; funcionários e colaboradores não conseguem manifestar seu verdadeiro potencial, diminuindo a produtividade; filhos se fecham para se proteger e se distanciam.

A necessidade de exercer controle sobre os outros é uma necessidade do ego, que não consegue ver além de estreitos limites demarcados pela dominação, pela manipulação e pelo poder. Querer manter tudo com rédeas curtas demonstra, no fundo, falta de confiança, em si próprio, nos outros, na vida, em Deus.

A influência positiva estimula a confiança.

Controle não deve ser confundido com uma influência positiva, quando acompanhamos e fornecemos meios para que a outra pessoa consiga se desenvolver. O sentimento de apoio, a orientação sólida e equilibrada por parte de pessoas confiáveis, estimula a descoberta dos valores pessoais e sua implementação na vida, é a nascente de onde brota a confiança.

Luiz Gasparetto fala da diferença entre essas duas atitudes nos seguintes termos:

“Influenciar é uma proposta mais aberta, menos invasiva, que consiste em passar determinados valores sem aquela conduta doentia de querer ordenar.

Diante de imposições, qualquer um se sente reprimido, sem luz e alma para agir com liberdade. Controlar é um conceito que não funciona na educação, e muito menos no convívio. Observe o casamento. Quando o marido ou a mulher tentam dominar um ao outro, o amor vai embora e os dois se afastam.”

É claro que em casos assim ninguém consegue ser feliz. Nem mesmo a pessoa que impõe tudo com rigidez demasiada, porque suas atitudes vão manter os relacionamentos frios e distantes. Não existe leveza nem espontaneidade, não existe confiança nem felicidade.

A melhor forma de resolver problemas.

Esse  mesmo tipo comportamento controlador pode se tornar fonte de estresse e ansiedade, quando acontece algum problema.

Sentindo que perdeu o controle da situação, surge o medo, o sentimento de impotência. A pessoa não consegue analisar com serenidade, e em vez de ver soluções, ela vê falha e descontrole.

Quando surgem situações problemáticas que não conseguimos resolver, Gasparetto dá a seguinte indicação: “Nessa hora, o melhor caminho é relaxar e jogar essa sua questão nas mãos da luz Infinita, ela proporcionará uma solução. Basta confiar na luz e sua vida com certeza fluirá.

Não adianta se preocupar nem ficar querendo controlar a tudo e a todos. Aliás, querer controlar a vida é um dos grandes erros da humanidade. Nada e nem ninguém é controlável, mas a gente resiste a essa ideia.” 

Essa resistência mantém a vida dura, fria, nada parecida com a suave e amorosa sensação de felicidade. Os sentimentos como amor e felicidade são expressões da alma. A alma é energia , é luz que não pode ser contida.

A confiança tece fios de luz que interliga as pessoas.

Quando nos sentimos seguros e confiantes, independente de qualquer pessoa ou situação ao nosso redor, estamos nos ligando à confiança na Vida Infinita. Sabemos que estaremos bem de qualquer jeito, temos serenidade e bom discernimento para orientar, para conduzir suavemente.

Gostar não é prender, é soltar. Naturalmente a gente procura pessoas que nos deixam à vontade. A grande conquista é estar em si, na própria luz. Assim, o amor, o carinho e o bem vêm. Jogo luz na pessoa. A alma dela é que vai identificar o melhor caminho a seguir. Para que tentar controlar uma situação que não me pertence? A luz fala por si! Confie e se entregue a ela e tudo funcionará ao seu redor.”

Desapegamos de nossa necessidade de controle e fluímos com a vida, aceitando fases, idas e vindas. Aceitamos que todos os relacionamentos pode se desfazer fisicamente: amigos se mudam, filhos se casam, pessoas procuram novos rumos, a vida chega ao seu final para outros. Mas temos a grata sensação dos laços indissolúveis que permanecem como fios de luz que nos ligam às pessoas que passaram pela nossa vida.

Trabalhe todos os dias, mesmo que de uma forma pequena, para realizar seus sonhos e aproveitar cada momento em que vive.

Nunca duvide do poder da autoconfiança. Faça as coisas que você gosta de fazer, desde que elas não interfiram na liberdade de outra pessoa de fazer o mesmo.

Confie em seu coração e faça de tudo para levá-lo à felicidade que ele deseja.

 

Noemi C. Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


 



Categorias:Autoconhecimento

Tags:, , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: