As emoções no caminho do autoconhecimento

Fazer transformações interiores não é lá muito fácil.

Escrevi uma vez um post falando da dificuldade para pôr em prática os conceitos que lemos, por causa das emoções que nos ligam a um certo acontecimento. Como diz o velho ditado, “na prática, a teoria é outra”, onde a prática justamente quer dizer realizar uma teoria, torná-la concreta, aplicá-la, usá-la de modo que funcione.

Aconteceu comigo. Ultimamente, procurando ideias de temas para levar a vocês, várias vezes me via à frente de alguma matéria sobre desapego. Publicamos, inclusive, estes dois posts em sequência:

Até me animei e dei uma geral, separando várias coisas para doação. Inclusive doando meu bom e velho piano que estava fechado há muito tempo para uma ONG de ensino musical. Assim ele vai voltar a sorrir com as cócegas dos dedos que vão novamente roçar suas teclas, e certamente terá sua vida bem útil.

Quando a emoção fala mais alto que a razão.

Mas é gozado como agora toda aquela lógica e aquele sentimento de “puxa, é assim mesmo” parece que sumiu. Explico: hoje faz cinco meses que nossa cachorrinha Estrela se foi, e ainda sinto muito falta dela. Percebi isso, quando as fotos que eu estava olhando de repente ficaram desfocadas sob um véu d’água… salgada por sinal.

Acho também que estou mais sensível pela possibilidade de, em função de uma possível mudança, estar sentindo uma saudade antecipada por não poder mais ter boas conversas com um bom amigo. Vejam só: saudade antecipada! Para quem está toda hora falando de não ir para o futuro, de se manter centrado no presente

Aí vem também a saudade acumulada dos quase dois anos que um de nossos filhos voou nas asas de seus sonhos para construir seu abençoado futuro, mas a milhares de quilômetros de distância, que não há tempo que passe que diminua essa saudade.

O que importa é tirar um aprendizado de cada situação.

Bem, agora que me penitenciei, vocês entendem porque eu e o Batista sempre falamos para vocês não desistirem? Porque falamos que muitas vezes fazer as mudanças que queremos é difícil, por mais que concordemos com todos os termos, por mais que acreditemos e queiramos mesmo fazer acontecer?

Foi por causa disso que resolvi contar o que se passa comigo. É a dificuldade que ainda existe em, digamos, negociar com as emoções. Digo negociar porque controlar emoções, mesmo se possível, não é salutar. Então é aprender a conversar com elas e chegar num meio termo que satisfaça todos os envolvidos: no caso eu e meus sentimentos.

Então vocês podem ver que as dificuldades que vocês sentem acontecem com todo mundo. Não é só com vocês. Mas eu percebi logo que estava me deixando tomar por esse sentimento dolorido, lembrei da lição do desapego que veio a mim com insistência. Essa foi a diferença em relação a outras vezes em que eu deixava a emoção ir crescendo e me fazendo mal.

  • Entendi, mais uma vez, que podemos lembrar de todos os bons momentos, mas não podemos nos prender às lembranças.
  • Entendi, também mais uma vez, que o futuro vai chegar a seu tempo e querer viver o que não é hoje é viver uma ilusão.
  • O que mais eu entendi? Que desapego é não sofrer com o que foi bom para nós. É deixar a vida fluir, tanto a nossa como a dos outros, aceitar suas fases, seus ciclos, libertar o viver para a vida.

Sempre temos alguém ao nosso lado.

E vejam só: neste exato momento em que escrevo, um sabiá cantou no quintal, onde sempre deixamos água e frutas para os passarinhos que nos visitam. É como que ele esteja me dizendo, na suave melodia da sincronicidade divina: “Sim, é isso mesmo!” Pois sempre temos alguém sussurrando ou cantando ao nosso ouvido, nos apoiando e orientando. Basta querer escutar.

Agora, as lágrimas que teimam em me fazer cócegas brincando de escorrega pelo meu rosto são de gratidão: obrigado Senhor, por estar sempre ao meu lado com Tuas criaturas, sejam anjos, pessoas, pássaros, cãezinhos, gatos, flores e plantas, todos eles Você nos envia para suavizar nosso caminho e incentivar nosso aprendizado.

Envia, Pai Divino, uma mensagem que possa ser entendida a todos que procuram conforto e pedem por respostas. Gratidão!

 

Noemi C. Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter


 

Anúncios


Categorias:Emoções

Tags:, , , , , , ,

2 respostas

  1. Que textos maravilhosos! Obrigada pela vossa inspiração e auxílio! Que chuva de bênçãos divinas desça sobre vós e vos enriqueça cada vez mais! Gratidão! 🙏

    Curtir

  2. Boa tarde! Já tenho vc como uma grande amiga, que me ouve nos momentos difíceis e me aconselha sempre que preciso! Linda demais a msg de hj! As perdas difíceis que temos e sempre não sabemos como trabalhar com elas! Trabalhar as emoções tb mexe muito! Incrível que a prática da gratidão por td que chega até nós, suavisa nossos temores! Gratidão Noemi por ter vc por perto em todas horas! Deus a abençoe, ilumine e lhe dê cada vez mais sabedoria! Um grande abraço!

    marjoscarvalhomachado@gmail.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: