O que podemos aprender com as ervas daninhas

Os pensamentos negativos e sua relação com as ervas daninhas.

Você certamente já ouviu frases do tipo “os pensamentos negativos são como ervas daninhas”, e “precisamos arrancar o mal pela raiz.”

Mas quando falamos em pensamento, é aquela coisa abstrata, como nuvens esfiapadas que se movimentam e desmancham com o vento.

Fazemos, então, comparações que nos permitam uma identificação visual, uma metáfora que possa ajudar na compreensão dos conceitos abstratos, como falando em plantas e raízes, que todos conhecem. Mas nada como uma pequena experiência para deixar tudo mais claro.

Uma história real.

Em relação aos pensamentos e sua alegoria com a jardinagem, gostaria de lhes contar uma coisa: os passarinhos vêm comer as frutas que deixamos no quintal e, invariavelmente, deixam algumas sementes, de frutos que eles comem por aí.

Então o que acontece é que começam a nascer plantas de tudo quanto é tipo, nos rejuntes do piso e nos vasos. Ultimamente percebi uma planta diferente nascendo, e pensei: depois eu tiro, quando eu der uma geral em todos os matinhos do quintal. Mas ela foi ficando, foi crescendo, muito rápido, por sinal. Começou a dar flores e sementes.

Resolvi tirá-la, mas apesar do caule frágil, a raiz era bem forte, e acabou que a planta quebrou e não consegui tirar a raiz. Depois de um tempo, ela começou a brotar de novo.

E eu sempre pensando: preciso tirar ela daí. Mas talvez pela curiosidade, para ver no que ia dar, fui deixando. Eu sei que hoje ela estava quase da minha altura (está certo que 1,54m não é lá grande coisa, mas, mesmo assim…), com as ramagens se estendendo pela largura dos meus braços. E, adivinhem, com mais três ou quatro pés também despontando por perto.

Aí, realmente, tive que tirá-la. Era uma planta daninha, que crescia e se reproduzia muito rápido, e logo ela ia tomar conta de todo o quintal. E foi então que lembrei da relação que se faz sobre os pensamentos negativos serem como ervas daninhas, e percebi como isso é tão bem colocado.

Plante e cultive só bons pensamentos.

Então, fica o alerta: não deixe os pensamentos que despertam sentimentos negativos de qualquer espécie fincarem raízes no solo da sua mente. Eles crescem muito rápido, ocupam muito espaço e ficam cada vez mais fortes.

Perceba quando eles aparecem, identifique quem são eles, vá fundo para saber como e porque se originaram. Substitua-os por pensamentos virtuosos e positivos. Só assim você vai poder remover a raiz daninha que sufoca as boas sementes da sua vida.

Eles estão em seu subconsciente, e cabe a você cuidar da boa manutenção desse espaço mental.

Para saber mais, leia Como funciona o subconsciente e como podemos despertar seu poder.

 

Noemi C. Carvalho

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter


 



Categorias:Autoconhecimento

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: