Home / Autoconhecimento / A beleza e libertação do perdão

A beleza e libertação do perdão

Luminosos raios de sol passando por entre ramos de árvores, mostrando a beleza da libertação do perdão.

A força e libertação do perdão.

Quão intensos são os momentos onde temos a realidade retorcida a arrancar de nossos sentidos toda a dor que o engano traz, para então alterar o caminho que os pés já conheciam. Essa é a força que surge e nos conduz pelos caminhos de libertação do perdão.

Nestes instantes, o melhor é deixar o tempo passar e aguardar o refluxo da inflamação que despertou os instintos desenfreados.

Não adianta em nada seguir os mesmos caminhos, ainda mais carregando a decepção e a mágoa que insistem em manter abertas as feridas sofridas no teatro do absurdo.

Quando o peito preso trava a respiração impondo o sofrer ansioso, não podemos deixar-nos permanecer sob o tormento da aflição.

Vamos lá no fundo de nossas possibilidades buscar o que nos resta de boa vontade para assim erguer o ânimo e firmemente assumir a disposição de deixar todo o peso da decepção, raiva, angústia, todas as mágoas e incompreensões.

Melhor a convicção de nossa consciência transformar tudo o que não mais vale a pena permanecer.

Neste momento, o que fazemos é ir no mais íntimo de nosso ser e então, lá no esquecido santuário de nossa divindade, buscar a força para sublimar todas as agruras que assaltam nossos sentimentos no mais puro sentimento de amor.

Que força é essa?

É a força do perdão que, renitentes, nos escusamos de lançar mão. Quanto sofrimento carregamos ao levar as lembranças ranzinzas e raivosas das lamúrias e reclamações que multiplicam os pensamentos de revolta e revanche, transtornando ainda mais a vida.

Chega, enfim, a paz e a gratidão.

Decido neste instante não mais deixar esse sofrimento circular em minha mente.

Agora e sempre me desprendo dos julgamentos e desejos de reparação, prefiro a paz, a doce e calma paz interior, o oásis da harmonia.

Fecho os olhos e pacientemente vou reunindo em pensamento todas as pessoas que me machucaram e magoaram. Caminho, então, na direção de cada uma e, com a sinceridade do amor, deposito nelas o meu mais puro perdão.

Neste instante, sinto a benção do perdoar na libertação dos vínculos que prendiam-me aos pensamentos negativos.

Sinto a paz me abraçar com a ternura e gentileza do amor divino.

A liberdade me abre novas e prósperas oportunidades na vida.

Sou grato por todas essa bênção.

José Batista de Carvalho

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Veja também

seres espirituais caminhando numa extensa alameda arborizada que termina em imponentes edificações vida após morte reencarnação

Vida após a morte: à espera da reencarnação

O espiritismo explica como é a vida após morte e o que acontece durante o espaço de tempo em que o espírito aguarda a reencarnação. Leia aqui.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: