Home / Autoconhecimento / A vontade de viver me dá a força para mudar

A vontade de viver me dá a força para mudar

A esperança transformadora é a força para mudar.

Bendita a graça de descobrir na dor a salvação, de perceber sob o sofrimento germinar a esperança por tanto tempo esquecida.

“Tal ciência é tão grandiosa que não abarco de tão alta, pois mesmo no abismo da minha alma lá o Senhor está e com sábias mãos me ampara e me ama.”¹

Não existe transformação sem dor, pois as couraças que tecemos em volta de nossas feridas sentidas, antes de nos proteger, prendem todo um passado de dor que nos enclausura numa ciranda sem fim de sofrimento, recriando a cada instante de todos os nossos dias a lembrança das antigas dores perpetradas em novidades.

A libertação do sofrimento aguarda a nossa aceitação.

Fugimos do que inventamos ser o perigo, como se pudéssemos nos afastar do que trazemos em nós por tanto tempo.

Romper essas ataduras de sofrimento e frustrações é doloroso, é uma dor real que desperta nos sentidos a sensação de estarmos dilacerados em meio à noite escura do abandono.

Talvez seja por isso que tanto negamos o cálice que pode nos trazer a libertação de tudo que nos faz sofrer.

Por maior que seja o medo de aproximar os lábios deste incandescente cálice, certamente as dores não podem ser tão cruéis quanto o que em nós mantemos.

O instante divino em que nos dobramos à consciência original e adquirimos força para mudar.

Em algum momento nos dobraremos à consciência e aceitaremos nos desvencilharmos de tudo que acreditávamos nos proteger. Livres de todo o peso de nossos medos, vamos buscar em nosso interior a força para mudar que provém da fé.

Na renovação aguardada, restituímos nossa face original, recuperamos nossos dons e virtudes naturais, assumimos nosso verdadeiro ser como o principal protagonista de nossa existência.

Em cada um de nós existe desde sempre a luz de um imenso desejo de amor, viva e eterna, aguardando pelo momento de termos a coragem de acreditar em nossa própria força para mudar.

Neste momento, nos dobramos.

José Batista de Carvalho

1- Salmo 139 (adaptado)

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Veja também

vista de um campo ao amanhecer com a neblina envolvendo colinas e arvores dia brancamente nublado

No dia brancamente nublado, o mistério do Universo de Caeiro

A descrição do dia brancamente nublado de Alberto Caeiro nos leva a uma viagem pelo Universo infinito de nosso mundo interior.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: