Home / Especial Coronavírus / Aquieta o pensamento, estarei ao teu lado amparando e cuidando

Aquieta o pensamento, estarei ao teu lado amparando e cuidando

aquieta o pensamento

Na tristeza ou na aflição, aquieta o pensamento e confia.

“Onde estiver teu espírito ferido, chorando as dores de lutas inglórias, das derrotas nos degraus da evolução, das imprevistas quedas no caminho da vida, apazigua teus sentidos e aquieta o pensamento. Estarei ao teu lado amparando e cuidando para que possas te refazer o mais breve possível, incorporando a experiência dolorosa na soma dos conhecimentos. Para que assim, quando novamente a vida apresentar difíceis situações, possas estar mais forte, possas ter mais consciência em tuas escolhas.”

A vida não se resume ao que achamos que ela é. Mesmo que se possa lançar o olhar ao mais recôndito do Universo, alcançar as pulsações mais antigas das estrelas longínquas e mesmo que seja possível analisar a qualidade das ondas de energia do Big Bang, não será ainda possível saber o que é a vida e entender toda a beleza que a envolve desde o princípio e de como essa maravilha evoluirá por toda a eternidade.

As dificuldades apresentam-se, de fato, como empecilhos que trazem aborrecimentos e dores. Mas essa percepção ocorre por interferências do peso que a matéria ainda exerce neste mundo de provas e expiações.

No evangelho há um trecho que diz ser o peso da carga proporcional à atitude de quem a está carregando¹. Então, ao se colocar de forma confiante, mantendo a cabeça erguida e lançando o olhar para o horizonte, melhor será visualizado o objetivo. E, dessa forma, novas forças se incorporarão a cada passo.

É preciso ajustar-se ao curso inevitável.

Os dias são difíceis pois vivenciamos um importante momento de transição. Momento em que a Terra está caminhando para uma evolução onde deixará as dores e os lamentos das provas e expiações para trás. Inicia-se a construção de tempos de um novo e belo mundo de Regeneração. De um planeta voltado à cura, ao refazimento, e ao aprimoramento de espíritos que passaram por provas, expiações e missões, e estão necessitados de cuidados.

Essa passagem já há algum tempo vem se processando, mas apenas agora os efeitos estão se tornado mais perceptíveis. Mas esse tempo, lembremos, não tem ligação com o tempo experimentado no mundo tridimensional. Além de estar sujeito aos imperativos da lei de causa e efeito, o que pode tornar os adventos mais suaves ou mais drásticos.

Esse é um curso inevitável e não demorará muito para ser finalizado. Uma imensa quantidade de espíritos estão encarnados com o objetivo de alcançarem um nível mínimo de aprimoramento e evolução. Pode-se dizer que estão em período probatório. E, dependendo da forma como construíram as suas vidas nessa encarnação, terão uma última oportunidade para permanecer na Terra e usufruir da era de regeneração.

Mas, se permanecerem obstinados nas mesmas praticas enraizadas nos vícios, conduzidas pela ignorância e embaladas pelo egoísmo e pelo orgulho, infelizmente estes serão deportados a mundo inferiores. Ali, a rudeza das condições e o contato com espíritos ainda menos evoluídos agirão como o malho do ferreiro ajustando o ferro na forja das expiações.

Que novos mundos são estes?

“Há muitas moradas na casa de meu Pai.”

“Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já Eu vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar. Depois que me tenha ido e que vos houver preparado o lugar, voltarei e vos retirarei para mim, a fim de que onde Eu estiver, também vós aí estejais”.  (João, 14: 1-3)

A vida é eterna. Por isso, na constante e criativa renovação da vida, as galáxias, os sistema solares, os planetas e satélites também estão sempre nascendo e perecendo conforme as perfeitas e divinas leis da criação.

Neste momento, em vários pontos do Universo forças tremendas movimentam-se na criação de planetas para servirem de abrigo, de morada para milhões de espíritos que precisam de um local com as condições propícias para poderem se desenvolver e evoluir.

Hoje a Terra tem por volta de 7,6 bilhões de habitantes e observamos que, pela ação irresponsável do ser humano, com a degradação constante inúmeros alarmes ecoam por todos os cantos dando conta que a vida está em perigo.

No plano espiritual, existem 20 bilhões de espíritos que estão na faixa vibratória da Terra, ou seja, energeticamente possuem ligações com as condições do planeta e também com outros espíritos também dependentes da psicosfera da Terra.

A estimativa é que um espírito precisa esperar 200 anos terrestres para reencarnar e poder experimentar as situações e relacionamentos necessários ao seu aprimoramento e evolução. Por isso é essencial orar e vigiar para não perder as oportunidades de fazer o bem, de ajudar os necessitados, perdoar e trabalhar pelo aprimoramento que permita o amor vencer as sombras deste momento.

Manter-se em ligação com Deus equilibra a energia vibratória individual e planetária.

Pelas orientações das elevadas e venerandas Entidades de Luz que estão no comando dos trabalhos dos milhões de espíritos socorristas atuando na Terra para aplacar a dor e o sofrimento desta terrível pandemia, antes de mais nada, é preciso tomar todas precauções e cuidados para não contrair ou ser portador do insidioso vírus.

Elas alertam também para o fato que a energia vibratória do planeta está muito baixa em função de todos os acontecimentos e a repercussão das dificuldades está afetando todas as pessoas.

Portanto, aconselham que todos procurem manter-se em constante ligação com Deus, com as forças espirituais de sua Fé, evitando o pessimismo e não deixando o medo ser também um traiçoeiro elemento a minar as resistências.

“Coragem, amigos! Tendes no Cristo o vosso modelo. Mais sofreu ele do que qualquer de vós e nada tinha de que se censurar, ao passo que vós tendes de expiar o vosso passado e de vos fortalecer para o futuro. Sede, pois, pacientes, sede cristãos. Essa palavra resume tudo.” – Um Espírito amigo. (Havre, 1862.) – em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, Allan Kardec – Capítulo IX – Bem-aventurados os que são dóceis e pacíficos » Instruções dos Espíritos » A paciência

José Batista de Carvalho

1 – “O fardo parece menos pesado, quando se olha para o alto, do que quando se curva para a terra a fronte”. (“O Evangelho Segundo o Espiritismo”, Allan Kardec – Capítulo IX – Bem-aventurados os que são dóceis e pacíficos » Instruções dos Espíritos » A paciência)

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: