Home / Espiritualidade / Com paz de espírito você pode manifestar seus desejos

Com paz de espírito você pode manifestar seus desejos

imagem do nascer do dia em uma praia desertar com pássaros voando paz de espírito manifestar desejos

A paz de espírito abre os caminhos para você manifestar seus desejos na vida.

A paz de espírito, explica Emmanuel¹, é um problema essencial a ser resolvido, porque só ela afasta a angústia e todos os outros problemas que afligem a alma, abrindo o caminho para manifestar os desejos.

Essa é uma ótima notícia, naturalmente, mas como conseguir sentir essa paz? No mundo atual, as pessoas estão acostumadas a conseguir o que querem pagando por isso ou pela força.

Mas nenhuma das duas opções é válida para conseguir ter paz de espírito. Afinal, não é possível comprar nenhum sentimento e, da mesma forma, é impossível tomá-lo pela força.

O fluxo das energias criadoras só circula quando existe paz de espírito.

Emmanuel explica que “a tensão apenas consegue impedir o fluxo das energias criadoras que dimanam das áreas ocultas do espírito, agravando conflitos e mascarando as realidades profundas de nossa vida íntima, habitualmente manifestas.

A paz de espírito, ao contrário, exclui a precipitação e a inquietude, para deter-se e consolidar-se na serenidade e no entendimento. Para adquiri-la, por isso mesmo, urge entregar as nossas síndromes de ansiedade e de angústia à providência invisível que nos apoia.

As ciências psicológicas da atualidade nomeiam esse recurso como sendo ‘o poder criativo e atuante do inconsciente’. Mas, simplificando conceitos, a fim de adaptá-los ao clima de nossa fé, chamamos-lhe ‘o poder onisciente de Deus em nós.'”

Para manifestar o que queremos, o coração tem que estar em paz.

A afirmação de Emmanuel significa que devemos confiar a Deus os problemas mais imediatos e urgentes, porque eles ofuscam a nossa vida e nos mantêm nas sombras da indecisão e da angústia.

Fazendo assim, sentimos que se alivia “o fardo dos agentes destrutivos de ódio, ressentimento, culpa, condenação, crítica ou amargura que costumamos arrastar no barro da hostilidade com que tratamos a vida, tanta vez arruinando tempo e saúde, oportunidade e interesses.

Fundamentemos a nossa paz de espírito numa conclusão clara e simples: Deus que nos tem sustentado, até agora, nos sustentará também de agora em diante. Em suma, recordemos o texto evangélico que nos adverte sensatamente: ‘Se Deus é por nós, quem poderia ser contra!'”

Um dos motivos que levam ao insucesso as tentativas de fazer mentalizações e pensamentos positivos para manifestação daquilo que desejamos é manter nosso coração em agonia. Não adianta repetir frases que, mesmo que expressem o nosso desejo, não refletem nosso sentimento verdadeiro.

Desta forma, a manifestação não acontece, porque não acreditamos nela. E na verdade, não acreditamos nela pois não estamos convencidos do poder de Deus. Isso nos deixa inseguros e o ‘pedi e obtereis’ que Jesus ensinou não tem como se concretizar.

A manifestação dos desejos depende de vários fatores.

Além disso, outro ponto a ser lembrado é que, em nível mais profundo, nossa alma sabe aquilo que podemos ter e aquilo que não se configura a melhor escolha, em função de provas pelas quais temos que passar.

Assim, por exemplo, alguém pode desejar do fundo de seu coração encontrar seu par ideal, mas talvez tenha que aprender a conviver com a solidão por ter sido motivo de separação de uma família em outra ocasião.

Outra pessoa pode querer firmemente ter muito dinheiro, mas ela pode ter sido a causa da ruína de alguém, e pelas leis divinas deve compensar o mal que fez e equilibrar suas pendências.

Você pode se interessar por:
>> A energia da paz atrai o bem para sua vida
>> Porque temos que passar por certas coisas para a vida melhorar

Quem convive com outra pessoa pode ter mais uma dificuldade para lidar na conquista de objetivos comuns: a falta de paz interior ou as provas que essa pessoa precisa superar.

Enfim, muitos são os meandros de nossa vida. Por isso acredito que o melhor é buscar sempre o caminho reto que Jesus nos ensinou: amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Noemi C. Carvalho

Tudo tem seu tempo.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou. (…)
(Deus) Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.
Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida. (…)
(…) porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra.”
Eclesiastes

Referência

1 – Emmanuel, no livro “Alma e Coração”, psicografado por Chico Xavier.
Emmanuel foi o orientador espiritual de Chico Xavier. Uma de suas encarnações na Terra deu-se ao tempo de Jesus, quando ele foi o senador romano Publio Lentulus, autor de uma célebre carta onde fez uma detalhada descrição de Jesus.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

leaqui

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitterYouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: