Home / Autoconhecimento / Como o plano espiritual atua na pandemia

Como o plano espiritual atua na pandemia

Missionários espirituais transportam desencarnados para comunidade espiritual para tratamento plano espiritual pandemia

Divaldo Franco fala sobre pandemia e transição planetária.

Em sua palestra virtual no último dia 9 de abril, Divaldo Franco comentou que os amigos espirituais lhe revelaram um fato. Ele contou que, no dia quinze de Setembro de 2019, um clarim soou na espiritualidade, evento semelhante ao relatado em Nosso Lar¹ em 1939, por ocasião da Segunda Guerra Mundial. Era o alerta do plano espiritual pela ocorrência da pandemia.

Divaldo conta que agora esse clarim repercutiu em toda a psicosfera² terrestre, anunciando um alerta de vigilância. Vozes siderais comunicavam a todas as comunidades espirituais a imensa provação que tombaria sobre a Terra dentro algum tempo.

Preparativos aguardavam a eclosão da pandemia.

Em princípios do mês de janeiro começaram a surgir oficialmente as primeiras vítimas. Oficialmente, pois segundo os espíritos, já havia vítimas da doença quando essa ainda não tinha sido identificada.

Desde o princípio, as comunidades do plano espiritual como Nosso Lar – localizada entre as cidades do Rio de Janeiro e Campos, conforme revelou Chico Xavier – e outras como a comunidade Redenção – que se localiza entre Salvador e Feira de Santana na Bahia – preparam-se para poder acolher aqueles que seriam vitimados pela pandemia dentro da lei de causa e efeito.

Devemos sempre lembrar que não existem ocorrências de natureza não desejada, não programada. Segundo Divaldo, todos os cuidados necessários para evitar o contágio pelo vírus fazem parte da ética da lei de causa e efeito.

Os socorros espirituais começaram a ser prestados às primeiras vítimas da pandemia.

Tão logo as primeiras vítimas da epidemia surgiram, os mentores espirituais começaram a recebê-los. Quando a pandemia se instalou, todas as comunidades no plano espiritual ficaram alertas. Comissões de enfermeiros espirituais passaram a recolher os recém desencarnados por momentos na própria faixa da Terra, para logo depois removê-los para comunidades próximas, relacionadas a cada cidade, a cada país.   

Os desencarnados passaram a receber um tratamento especial de ternura e de carinho, pois não eram vítimas dos seus propósitos perturbadores, eram mortes coletivas³. Logo depois, começaram a receber uma terapia específica para libertar o perispírito da marca infeliz da enfermidade degenerativa.

Aqueles que não desencarnam permanecem nos leitos hospitalares, cada qual passando e enfrentando as circunstâncias peculiares ao seu estado evolutivo, pois cada um tem reservas morais e espirituais diferentes.

A grande verdade é que todos, sem exceção, estão recebendo apoio do amor de Jesus Cristo, através de enfermeiros espirituais que zelosamente estão inspirando os sacerdotes da medicina, os missionários do labor, desde os servidores hospitalares e os encarregados da higiene até os cientistas preocupados com a elaboração emergente de uma vacina.

Vivemos um momento de aprendizado e de evolução para a humanidade.

Precisamos perceber que este vírus está reeducando a humanidade a voltar para o lar, a reconstruir a família, a descobrir a sua fragilidade. Ele tem se mostrado poderoso e letal. Podemos entender que ele está inserido nos mecanismos da lei de causa e efeito, obrigando-nos a uma reflexão maior sobre nossas vidas.

O aprendizado, naturalmente, leva ao progresso. A humanidade está sendo convidada a fazer uma reflexão interior, moral e espiritual, da própria vida. A espiritualidade superior de antemão já sabia da ocorrência dessa pandemia, porque era uma medida necessária para essa época de transição planetária, de evolução do planeta.

O mundo estava muito agitado, estava muito materialista de uma maneira geral. Era necessário que algo viesse para que nós pudéssemos então aprender e refletir, a fim de pensar um pouco mais na nossa essência espiritual.

Nós estamos aqui na Terra esquecendo da nossa essência divina, do verdadeiro sentido da vida. Estávamos na correria da vida moderna mais preocupados em ter do que em ser. O Papa Francisco disse que o homem não poderia continuar achando-se saudável vivendo numa sociedade doente. Então esse é um alerta que vem para mostrar que a nossa sociedade está doente.

Dois mil anos da vinda de Jesus e os nossos parâmetros principais ainda são de ordem material.

Estamos sendo submetidos a acontecimentos que proporcionam condições para analisar e refletir sobre como estamos conduzindo nossas vidas, quais valores norteiam nossos dias, o que levamos em conta em nossas escolhas. É fundamental esse exame íntimo para descobrir o que é preciso ser melhorado.

Precisamos estar conscientes que passamos por um período de extrema importância. Não sabemos quanto tempo isso vai perdurar, mas o homem velho que ainda é muito intenso dentro de nós precisa dar lugar ao ser renascido, liberto de todas as crenças arcaicas e pensamentos defasados.

Este é um momento de profunda reflexão pessoal, familiar e social para que nós possamos superar as antigas más inclinações do ser imortal e que, ao cessar da pandemia, não voltemos mais aos hábitos antigos.

É preciso aproveitar a oportunidade para profunda reflexão. Esse é o momento de aprendizado e autoconhecimento, de viagem interior, de conexão com Deus, a fim de implementar novos hábitos em nossas vidas.

Hábitos mais espirituais, mais morais, lembrando que somos almas imortais momentaneamente no corpo a fim de atingirmos esse progresso intelecto-moral.

José Batista de Carvalho

Referências

1 – Wikipedia 
2 – O termo PSICOSFERA foi criado por André Luiz para designar o halo energético de que se revestem todos os seres vivos, onde se refletem os seus pensamentos e desejos.
3 – Desencarnações Coletivas – Federação Espírita Brasileira

**Leia também o post Desencarnações coletivas: o que são, porque acontecem, para saber mais sobre mortes coletivas

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

leaqui

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitterYouTube

Um comentário

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: