Home / Autoconhecimento / Como podemos melhorar a autoestima baixa

Como podemos melhorar a autoestima baixa

imagem de silhueta de um homem frente a um monte melhorar autoestima baixa

A autoestima é a avaliação que fazemos de nós.

A autoestima é, basicamente, a avaliação que fazemos de nós mesmos. Quando esse conceito não é bom, considera-se que a autoestima é baixa, e assim ela traz sentimentos de inadequação, de culpa, frustração, desvalorização. Claro que viver desse jeito não é bom, mas como podemos melhorar a autoestima quando ela é baixa?

Em primeiro lugar, precisamos entender que nós não nascemos assim. Mas desde a infância fomos educados num sistema de recompensas: você se comporta bem, então é elogiado, amado, ganha algo em troca. Só que isso pode se tornar um hábito, trazendo a constante necessidade de ter o reconhecimento e a aprovação dos outros.

Desta forma, ainda que façamos tudo com dedicação e com empenho, que nos esforcemos para fazer bem feito, fazemos pelo motivo errado. Isto é, não realizamos as coisas porque gostamos, ou porque achamos que é importante para nosso trabalho, para nossa vida, mas sim para agradar e impressionar alguém cuja opinião é importante para nós.

É claro que isso nos torna muito vulneráveis, e quando nossa atitude não é reconhecida e aplaudida vemos isso como um fracasso e nos sentimos incapazes e culpados, ou então vemos como uma traição e nos sentimos magoados e desvalorizados.

O sentimento de inferioridade que nos faz sofrer.

Esse complexo sistema emocional pode ter sua origem antes mesmo da nossa infância. Conforme explica Hammed¹, “o complexo de inferioridade consiste em um conjunto de ideias que foram recalcadas no inconsciente da criatura em tenra idade, associadas às já existentes pelas experiências obtidas em vidas pretéritas.

Uma espécie de ‘invalidez psíquica’ envolve-nos a existência e, a partir daí, sentimo-nos inferiores e incapazes, levados a uma perda total da confiança em nós mesmos.”

Não bastasse o sofrimento emocional, a baixa autoestima pode também afetar o equilíbrio do corpo, como explica Hammed, e nos leva “a ser vítimas de nós mesmos, pois estaremos somatizando essas emoções negativas em forma de doenças”. Esse é um sinal de alerta que nos mostra a necessidade de harmonizar as nossas emoções, para promover o equilíbrio geral de nosso organismo.

Temos a liberdade de fazer as escolhas para a nossa vida.

O sentimento de inferioridade ou de baixa autoestima também pode apresentar alguns traços característicos, esclarece o benfeitor espiritual, como por exemplo uma resignação exagerada, o desleixo ou descuido com as coisas pessoais.

Entretanto, tudo em nossa vida fica vinculado às nossas escolhas. Portanto, podemos escolher melhorar a nossa autoestima, compreendendo que Deus nos criou com a possibilidade de sermos perfeitos e felizes, mas compete a nós encontrar os caminhos para essas realizações.

Com sua bondade e conhecimento, Hammed vem em nosso auxílio e nos mostra uma forma simples de, pelo menos, começarmos a dar os primeiros passos para a transformação que, como resultado, vai nos trazer a realização pessoal e a satisfação de viver que queremos.

A orientação de Hammed para melhorar a autoestima quando ela está baixa.

“Aqui estão algumas afirmações, que, se observadas com atenção, poderão nos ajudar a reconquistar a autoconfiança perdida:

  • somos potencialmente capazes de tomar decisões sem ter que recorrer a intermináveis conselhos;
  • possuímos uma individualidade divina completamente distinta da dos outros;
  • fazemos as coisas porque gostamos, não para agradar as pessoas;
  • encontraremos sempre novos relacionamentos; por isso não temos medo de ser abandonados;
  • usaremos, constantemente, de nosso bom senso; portanto, as críticas e as desaprovações não nos atingirão com facilidade;
  • tomaremos nossas próprias decisões, respeitando, porém, a dos outros.

É essencial lembrar-nos de que sempre é possível alterar ou transformar nosso ‘estilo de vida’. Para tanto, não duvidemos de nossas aptidões e vocações naturais, nem questionemos, sistematicamente, nossas forças interiores.

Para obtermos autoconfiança, somente é preciso reivindicarmos, valorosamente, o que já existe em nós por direito divino.”

Mais que afirmações, essas são reflexões que devem estar presentes em cada momento do nosso dia, pois nos mostram um caminho seguro para andarmos pela vida com nossos próprios passos, amparados e acompanhados sempre pelo poder divino e pela beneficência da espiritualidade superior.

Noemi C. Carvalho

1 – Hammed

Hammed é o autor espiritual de vários livros, entre os quais ‘Renovando Atitudes’, ‘Os Prazeres da Alma’, ‘As Dores da Alma’, psicografados por Francisco do Espírito Santo Neto.
Muitas de suas encarnações foram no Oriente, e também foi médico e religioso na França. Utilizando em seus ensinamentos elementos da filosofia oriental e da psicologia, ainda assim, transmite seus valiosos ensinamentos com simplicidade, ajudando-nos a compreender aspectos importantes para a nossa vida.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

leaqui

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: