Home / Emoções / Como ver o bem surgir da dor da alma?

Como ver o bem surgir da dor da alma?

perfil de mulher em contra plano à luz do por do sol Dor da alma

A dor da alma, de Khalil Gibran.

Os reveses, as decepções, a tristeza que se embrenha no coração, a dor que fustiga a alma, adquirem um sublime significado, nas poéticas considerações de Khalil Gibran.

A gratidão brota das simples coisas antes despercebidas, a aceitação faz a vida passar por alegrias e tristezas com a naturalidade com que vivemos as estações do ano.

Reconhecendo a responsabilidade que nos cabe nas escolhas que nos levam por caminhos sofridos, nos conscientizamos do poder que exercemos nos rumos de nossa vida.

E então compreendemos que todos caminhos nos levam, afinal, ao encontro do Amor Divino que não impõe, não condena, apenas acompanha nossa jornada evolutiva.

Leia a seguir o significado da dor, nas palavras de Khalil Gibran.

Noemi C. Carvalho

Fala-nos da dor.

E uma mulher disse:
– Fala-nos da dor.

E ele respondeu dizendo:
– É a dor que parte a casca do vosso entendimento.
Como o caroço do fruto se deve partir, para que o seu coração se ofereça ao sol, assim deveis conhecer a dor.

E podereis guardar o vosso coração maravilhado pelo milagre de estar vivo todos os dias, e a vossa dor não aparecerá menos maravilhosa que a vossa alegria.

E aceitareis as estações do vosso coração como aceitastes as estações que passam pelos campos.
E velareis serenamente durante os invernos da vossa tristeza.

Muito do vosso sofrimento fostes vós que o escolhestes.
É a porção amarga por meio da qual o médico cura o vosso eu doente. Confiai no médico e bebei a poção calados e tranquilos.

Pois a sua mão, apesar de ser dura e pesada, é guiada pela mão bondosa do Invisível;
E a taça que oferece, apesar de queimar os lábios, foi moldada da argila
que o oleiro molhou com suas lágrimas.

Khalil Gibran

Khalil Gibran

Gibran Khalil Gibran, também conhecido como Khalil Gibran, nasceu no Líbano em 1883.

Aos 11 anos sua mãe mudou-se para Nova York, nos Estados Unidos, onde ele viveu e trabalhou a maior parte de sua vida, até lá falecer, em 1931, aos 48 anos de idade.

Filósofo, poeta, pintor, as suas obras literárias são marcadas pelo misticismo oriental. Seus livros e escritos, onde discorre sobre temas como o amor, a amizade, a morte e a natureza, de simples beleza e espiritualidade, são reconhecidos e admirados em todo o mundo.

Sua obra mais conhecida é o livro ‘O Profeta’.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

leaqui

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitterYouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: