Anúncios
Home / Emoções / Como você lida com aqueles sentimentos ruins?

Como você lida com aqueles sentimentos ruins?

Cada um tem um jeito diferente de lidar com as emoções negativas.

Às vezes elas não são muito fortes, é mais uma aflição ou irritação que passam logo, daí a pouco estamos bem de novo. Outras vezes elas são mais intensas, ficamos muito mal, a sensação ruim demora para passar, e nisso podem se passar dias, até semanas. Cada vez é de um jeito diferente lidar com os sentimentos ruins.

Esses sentimentos tóxicos normalmente não se manisfestam o tempo todo. Eles ficam como que adormecidos, mas voltam ao menor “ruído” que os desperte de seu sono em nosso íntimo.

E então recomeça o ciclo, com seus efeitos destrutivos tanto para nós como para quem está ao nosso redor: a paz vai embora e dá lugar ao nervosismo, à angústia ou outras sensações do mesmo quilate.

As formas de lidar com sentimentos ruins.

Existem pelo menos três formas de lidar com esses sentimentos:

1- Alimentá-los

Alimentar os sentimentos negativos, convenhamos, não é uma boa maneira de evitar os incômodos que eles trazem.

Quando os reforçamos, seja por palavras, pensamentos ou até gestos, não só eles vão continuar nos incomodando, mas ganham cada vez mais força. Por isso, o melhor é evitar frases vingativas ou depreciativas, tanto em relação aos outros como em relação a nós mesmos, do tipo “eu não faço nada direito”.

2- Ignorá-los

Ignorar essas emoções que nos fazem sofrer é melhor do que alimentar esses “monstrinhos”, mais ainda assim, não é a melhor opção.

Podemos deixar que eles se acomodem em suas tocas, onde eles vão hibernar por algum tempo. O problema é que ao primeiro estalo que eles perceberem, vão voltar à tona e cada vez mais raivosos e fortes.

3- Transformá-los

Não é possível apagar ou eliminar sentimentos. A opção é transformá-los, modificar o impulso tóxico e destrutivo que eles têm sobre nós.

Esta opção, dentre todas, é a que precisa de mais coragem. É uma escolha, um ato voluntário de se confrontar com algo que tentamos evitar. Evitamos porque fazem nos sentir, raiva, medo, culpa, vergonha. E claro, quem é que quer deliberadamente se expor a isso?

Mas pense um pouco: nas outras duas opções anteriores não ficamos expostos do mesmo jeito, mas sem ter controle nenhum?

Pelo menos, quando “chamamos” essas emoções ficamos preparados, sabemos que elas vão aparecer. É o momento de manter a determinação e não voltar atrás, tendo em mente que é uma atitude que vai nos livrar de muito sofrimento no futuro.

O perdão anula a negatividade emocional.

Claro que existem muitas situações diferentes, às vezes traumas profundos ou antigos podem requerer ajuda profissional para sua solução, mas geralmente o perdão costuma ser um “santo remédio” para muitos casos.

Perdoar aos outros e a nós mesmos significa simplesmente deixar ir com serenidade aqueles sentimentos ruins, por uma pura questão de desapego.

Não é um gesto nobre. É um gesto de sobrevivência, para nos livrarmos de momentos piores.

E é um gesto de sensatez, ao sermos sensatos para nos proporcionar uma melhor qualidade de vida, com mais saúde, bem-estar e alegria.

Noemi C. Carvalho


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


Anúncios

Veja também

mulher sentada e janela olhando para o lado de fora expressando ansiedade e depressão no isolamento

Ansiedade e depressão no isolamento: combatendo o inimigo emocional

Atitudes simples ajudam a evitar a ansiedade e a depressão que podem surgir ou se agravar durante o período de isolamento .

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: