Home / Autoconhecimento / Dalai Lama fala da união e da paz entre os povos

Dalai Lama fala da união e da paz entre os povos

imagem de inúmeras pessoas unidas com a projeção do globo terrestre ao fundo Dalai Lama união

O segundo webcast de Dalai Lama durante a pandemia.

No segundo dia de transmissão de seu webcast para o mundo, Dalai Lama enfatiza a necessidade da existência de união para superar todas as dificuldades criadas pela pandemia do novo coronavírus, criando um clima de paz entre todos os povos e nações do planeta.

Acompanhe abaixo alguns trechos de seus ensinamentos.

A mensagem de Dalai Lama no segundo dia de ensinamentos.

Como mencionei ontem, todos nós queremos ser felizes e não sofrer, isso também se aplica aos animais. No entanto, quando nós, seres humanos, agimos com base na raiva e no apego, criamos problemas para nós mesmos. Isso frequentemente perturba outras criaturas também. Falamos incessantemente sobre a paz, mas realizá-la depende de como os seres humanos se comportam.

No século anterior, vimos conflitos intensamente violentos, marcados por duas guerras mundiais provocadas pelo pensamento tacanho em termos de interesse próprio. No passado, reis enviavam pessoas para a batalha com seus vizinhos, em disputas por território. É por isso que considero que há um caráter feudal subjacente à guerra.

No entanto, houve progresso. Após a Segunda Guerra Mundial, as Nações Unidas foram criadas para garantir o bem-estar de todas as nações do mundo. A Europa, viu o estabelecimento do Conselho da Europa que deu origem à União Europeia. Numa região historicamente dominada pela guerra, a paz prevaleceu. A Índia consistia historicamente em reinos e estados principescos, mas desde a independência o estabelecimento da União da Índia reuniu a nação.

As relações devem inspirar afeto e confiança.

As pessoas enfrentam dificuldades em muitas partes do mundo, mas como todos os sete bilhões de pessoas vivem neste planeta, devemos estar unidos e solidários. Quando este planeta azul é visto do espaço, não se vêem fronteiras nacionais. Preocupar-nos unicamente com esta nação, nossa nação, está desatualizado.

Quando existem relações afetuosas entre os membros de uma família, cada um se sente confiante em poder pedir apoio aos outros. De maneira semelhante, devemos lembrar constantemente a unicidade da humanidade.

As tradições religiosas, entre elas o budismo, falam sobre a felicidade de todos os seres humanos. Apesar das diferenças de abordagem filosófica, sua mensagem comum é sobre a importância do amor e da compaixão. Apoio a existência de diversas práticas religiosas, o que está de acordo com a variedade de aptidões e interesses humanos. Um restaurante que serve apenas um prato não seria popular – variedade é uma necessidade humana.

Acredito que o conflito passado entre tradições religiosas tenha um caráter político. As próprias tradições e ensinamentos têm uma contribuição potencialmente positiva a dar ao florescimento humano. Assim como nós, seres humanos, devemos manter a harmonia entre nós, também devemos buscar harmonia entre nossas tradições religiosas.

A felicidade dos outros deve ser nosso objetivo de vida.

Com referência a se preocupar com a felicidade dos outros, a que Sua Santidade se referiu ontem, ele leu os dois últimos versos do versículo 465 da ‘Guirlanda Preciosa’:

Que eu seja tão querido pelos seres sencientes quanto sua própria vida,
e que eles sejam ainda mais queridos por mim.
Que suas más ações deem frutos para mim,
e todas as minhas virtudes lhes deem frutos.

Enquanto qualquer ser senciente em
qualquer lugar não tiver sido libertado,
que eu permaneça [no mundo] pelo bem desse ser,
ainda que eu tenha atingido a mais alta iluminação.

Uma homenagem aos profissionais da saúde.

Estamos no século XXI, todos queremos ser felizes e não sofrer, o que significa que precisamos que o mundo esteja em paz. Como mencionei anteriormente, podemos ver que historicamente as guerras foram travadas por interesse próprio. É por isso que agora é tão importante pensar em todos os seres humanos como pertencendo a uma família.

Hoje, o estado do mundo é bastante crítico. Profissionais médicos estão na linha de frente tratando pacientes que sofrem de covid-19. Regozijo-me sinceramente com a coragem de todos e lamento que alguns tenham sacrificado suas vidas aos cuidados de outros.

Não devemos nos deixar ficar desanimados ou desmoralizados, porque isso não ajuda. Quando problemas como essa pandemia ocorrem, se nós, seres humanos, não trabalharmos juntos para resolvê-los, quem mais fará isso? Peço aos médicos e pesquisadores que procuram uma solução para manter seus esforços.”

Dalai Lama encerrou a transmissão aconselhando as pessoas a recitar mantras com o desejo de que a pandemia diminua, o que pode servir de impulso à prática virtuosa. “Você pode não pensar em alcançar a libertação ou o estado onisciente de um Buda, mas essas recitações podem ajudar a reduzir o tipo de assuntos ociosos que ocorre nas conversas com muitas pessoas diferentes.”

a mensagem na íntegra encontra-se no site de Dalai Lama

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 10.316 outros assinantes

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Veja também

menina pequena com fantasia de de borboleta olhando pela janela crianças pandemia

Crianças na pandemia: como mantê-las ativas e seguras

Especialistas da Johns Hopkins e de Stanford orientam sobre a melhor forma de deixar as crianças brincarem fora de casa e como ensinar a usar uma máscara de proteção.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Holler Box
%d blogueiros gostam disto: