Home / Autoconhecimento / Dalai Lama: uma mensagem de admiração pelos profissionais da saúde

Dalai Lama: uma mensagem de admiração pelos profissionais da saúde

dois enfermeiros em um corredor de hospital consolando-se mutuamente Dalai Lama profissionais saúde

O encontro virtual de Dalai Lama com profissionais da área de saúde: Compaixão na Prática Médica

Dalai Lama manteve uma conversa virtual com membros da Associação Global de Médicos de Origem Indiana e da India Yoga Association, além de muitos outros profissionais que trabalham na área da saúde em todo o mundo.

No evento realizado em 23 de julho, Sua Santidade lembra que, quando se fala em saúde, devemos cuidar não só do nosso corpo, mas também da mente e das emoções, atentando não só para a higiene física mas também para a higiene emocional.

“A prática da compaixão e do altruísmo nos traz paz de espírito. Mesmo se enfrentarmos problemas ou alguém criticar algo que dissemos ou fizemos, a compaixão nos permite sentir gratidão por eles. A compaixão é a melhor atitude contra a raiva, ansiedade e assim por diante.”, explica Dalai Lama.

Demonstrar paz de espírito deixa as pessoas mais confortáveis.

Sua Santidade observou que todos nós desejamos ter uma vida feliz, num mundo pacífico, contudo, muitos dos problemas que enfrentamos somos nós mesmos que os criamos.

Portanto, podemos diminuir sua incidência, mas isso depende de nós e o mais importante, enfatizou, é a educação, especialmente sobre como cultivar a paz de espírito.

“Neste país”, continua Dalai Lama, “temos as antigas tradições de ‘ahimsa’ e ‘karuna’ – não-violência e compaixão – que surgiram das práticas para o desenvolvimento de uma mente calma e permanentemente concentrada. O que o conhecimento indiano antigo também tem a nos dizer sobre como lidar com nossas emoções destrutivas pode ser muito útil.

Cultivar a paz de espírito deve fazer parte de nossa abordagem à saúde. Médicos e enfermeiros também precisam cultivar essa paz, porque é importante deixar o paciente à vontade.

Sempre que vou a um check-up médico, me sinto muito mais confortável se os médicos e enfermeiras que cuidam de mim me tratam com um sentimento caloroso e um sorriso.”, confessa Dalai Lama.

Como fazer para não perder a esperança.

Em seguida à introdução feita por Sua Santidade, foi dado início à sessão de perguntas endereçadas a ele. A primeira foi sobre como ajudar aqueles que perderam a esperança.

“Acho que se você tem desejos exagerados e uma visão míope”, ele respondeu, “é possível perder a esperança. No entanto, a mente humana nos permite ter uma visão holística do que está acontecendo conosco. Em um contexto cósmico, sabemos que galáxias inteiras desaparecem.

Como seres humanos, enfrentaremos dificuldades em nossas vidas, mas, como somos inteligentes, podemos encontrar maneiras de superar os problemas que nos confrontam.

Se você se concentrar estreitamente no problema como o vê, pode muito bem perder a esperança, mas se o observar de uma perspectiva mais ampla, é mais fácil ser mais positivo.”

Dalai Lama conta, então, quando, no início de 1959, teve que sair do Tibete: “No dia 17 de março, partimos sem saber se viveríamos para ver o dia seguinte – mas nunca perdi a esperança. É importante manter sua determinação, assim, quando o sol nasceu no dia 18 de março, me senti muito melhor.”

Uma mensagem de admiração e respeito de Dalai Lama pelos profissionais de saúde.

Convidado, então, a aconselhar os profissionais de saúde traumatizados, Dalai Lama começou declarando sua admiração por médicos e enfermeiras que tratam pessoas doentes com a covid-19.

“Eles mostram tanta coragem”, continuou ele, “e alguns até sacrificaram suas próprias vidas. Eu realmente os admiro. Essa doença é realmente infeliz, mas eu sempre tento olhar as coisas de um ponto de vista mais holístico. As escrituras indianas antigas registram que a humanidade eventualmente desaparecerá à medida que passarmos por períodos de violência, doença e fome.

Existem médicos e enfermeiros determinados a ajudar os que sofrem nesta pandemia, apesar do perigo. Ainda assim, eles estão entusiasmados e preocupados com seus pacientes, e eu acredito que sua força interior lhes oferece alguma proteção. É importante que eles permaneçam corajosos e autoconfiantes, e da mesma forma os cientistas, que estão realizando pesquisas, devem manter sua resiliência à medida que empregam suas habilidades profissionais.

Você também pode ler:
Carta aberta dos profissionais de saúde ao G20 em apoio a uma recuperação saudável
Profissionais de saúde: quando a pandemia pede cuidados emocionais

Eu me inspiro muito nos conselhos de um mestre budista indiano do século VIII que recomendou que, independentemente das circunstâncias, deveríamos tentar ver as coisas claramente. Assim, se houver um problema, devemos procurar ver se ele pode ser superado e, se puder, é isso que devemos fazer. Mas se não puder ser superado, se preocupar com isso não ajudará.”, finalizou Dalai Lama

com informações extraídas de “Compaixão na Prática Médica”, de 23 de julho de 2020, em Dalai Lama

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 10.320 outros assinantes

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitterYouTube

Veja também

cem mil

Cem mil

Na noite de hoje, o Brasil alcança uma lastimável marca: a de cem mil mortes ocasionadas pela covid-19 durante a pandemia do novo coronavírus.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Holler Box
%d blogueiros gostam disto: