Home / Espiritualidade / Liberte as mágoas do passado com o autoperdão

Liberte as mágoas do passado com o autoperdão

rosto de mulher de perfil tendo à sua frente sua imagem espelhada esmaecida mágoas autoperdão

Não deixe a mágoa ficar na sua vida.

As mágoas que acumulamos ao longo de nossa vida limitam o desenvolvimento de nossas capacidades e turvam o nosso futuro, mas existe a possibilidade de deixarmos esse fardo para trás, pela prática do autoperdão.

Os prejuízos que guardar mágoa traz à nossa vida, bem como as vantagens de nos empenharmos para ficarmos livres de seus efeitos negativos são explicados com muita clareza neste texto de Hammed¹. Leia a seguir.

Nós nos fortalecemos quando admitimos as nossas fraquezas.

“O autoperdão consiste em fazer o nosso melhor hoje, abandonar as mágoas do passado e curar as dores do presente, e, ao mesmo tempo, legitimar os nossos projetos de vida para o futuro.

O passado passou e o único momento que temos é o agora. Basta utilizarmos o perdão e, imediatamente, começaremos a sentir conforto e alívio, pois descarregamos os pesados fardos da culpa, da vergonha e do perfeccionismo.

Quando erramos, é necessário primeiramente admitir as nossas fraquezas e, em seguida, pedir aos outros que relevem as nossas falhas. Somente a partir desse ponto é que começamos a desfazer as técnicas defensivas e a facilitar a boa comunicação, evitando, assim, a morte do diálogo reconciliador.

Os nossos defeitos são potenciais que podemos desenvolver.

O autoperdão é um estado da alma que emerge de nossa intimidade, fazendo-nos aceitar tudo que somos sem nenhum prejulgamento. É quando passamos a entender que os nossos aparentes defeitos são, só e exclusivamente, potenciais a serem desenvolvidos.

Por sinal, o julgamento precipitado pode vir a ser o ‘fracasso da compreensão’, porque perdoar é, acima de tudo, a habilidade de compreender dificuldades.

À medida que perdoamos os nossos desacertos, começamos também a perdoar as faltas dos outros. Quanto mais compreendermos o outro, avaliando e validando o que ele pensava e como se sentia na hora da indelicadeza, mais facilmente aprenderemos a nos perdoar.

O ato do não-perdão a nós mesmos nos acarreta a permanência nas sensações desagradáveis e nas energias negativas – resquícios dos dissabores e desencontros da vida.

O autoperdão nos liberta das mágoas e traz paz de espírito.

Perdoar-nos leva ao cultivo do amor a nós mesmos e, por consequência, aos outros, é, enfim, a base que mantém a humanidade íntegra e solidária.

O autoperdão nos conduz à aceitação plena de nossas potencialidades ainda não desenvolvidas – seja de natureza intelectual, seja de natureza psíquica e emocional – bem como a uma compreensão maior de que as experiências evolutivas nada mais são que a soma de acertos e erros do passado e do presente.

Os erros acabam se transformando em lições preciosas e deles podemos retirar as bases seguras para o êxito no futuro.

O autoperdão nos traz paz de espírito, habilidade para amar e ser amados e possibilidades para dar e receber serenidade. Ele nos livra do cultivo de uma fixação neurótica em fatos do passado, o qual nos impede o crescimento no presente.”

Hammed, no livro “Os Prazeres da Alma”, psicografado por Francisco do Espírito Santo Neto

Referência

1 – Hammed viveu por várias vezes no Oriente, e especificamente, na milenar Índia. Ele também viveu na França do século XVII, nas cercanias de Paris, como religioso e médico.

Destaca-se dentre os autores espíritas pela abordagem com elementos da psicologia e da filosofia oriental. Ainda assim, suas obras são pautadas por uma linguagem coloquial que nos aproxima de seus valiosos ensinamentos com naturalidade, levando-nos a compreender e refletir sobre vários aspectos de nossa vida cotidiana.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: