Home / Autoconhecimento / Mais uma do Chico: as aparências enganam

Mais uma do Chico: as aparências enganam

foto do rosto de chico xavier Chico aparências enganam

Uma visita gentil, uma reação inesperada.

Um fato muito curioso, que mostra que as aparências enganam, ocorreu quando uma jovem senhora, muito bonita e muito educada, foi levada por amigos até a casa de Chico Xavier. Essa moça havia perdido o filho e buscava consolação, assim como milhares de mães conseguiram através da mediunidade de Chico.

Geralmente, Chico atendia as pessoas mais necessitadas que o procuravam em sua própria casa. Após o almoço e o jantar, sentavam-se à mesa onde Chico as atendia. A bela senhora, que pouco conhecia da Doutrina Espírita, muito educadamente aproximou-se do Chico.

Era tão educada que, ao aproximar-se de Chico, foi falando bem baixinho, solicitando gentilmente que o médium pudesse aplacar o seu sofrimento com alguma mensagem do filho querido que havia partido.

A essa aproximação Chico reagiu de forma surpreendente, aparentando medo. Ao olhá-la ele arregalou os olhos e se afastou da jovem como se fugisse de uma agressão.  O que é que de tão grave estaria acontecendo que os demais presentes não enxergavam?

Chico explica o que aconteceu.

Depois que a jovem senhora foi embora, todos perplexos, sem entender o que se passara, perguntaram ao Chico: “Percebemos alguma coisa diferente quando você estava falando com a jovem senhora que perdeu o filho, o que é que aconteceu?”

Então Chico olhou para todos e perguntou:

– Vocês perceberam como ela era toda educada, gentil e carinhosa?

– Sim ela era muito boazinha, coitada, tão jovem perder o filho…

– É por que vocês não viram o perispírito¹ dela, não enxergaram como o perispírito dela gritava comigo. O perispírito fora do corpo me ameaçava, gritava dizendo que eu tinha a obrigação de receber a mensagem do filho dela, berrava que estava sofrendo muito, que ela precisava ter notícias, que queria de qualquer jeito uma mensagem senão iria me bater.

Esta história do nosso bom Chico demonstra que o ditado que diz que as aparências enganam tem de fato muita verdade. Uma jovem senhora tão distinta, educadíssima, meiga, falava baixinho, e não é que pôs medo no Chico?

Você pode gostar de ler:
Causos e prosas de Chico Xavier: duas histórias de espíritos das trevas
Causos e prosas de Chico Xavier: a cachorra Boneca

Este é mais um episódio da vida de Chico Xavier, dentre muitos outros que nos revelam as inúmeras qualidades deste que foi o maior médium de todos os tempos. E além disso também nos mostra o quanto ainda precisamos aprender e desenvolver nossas potencialidades para interagirmos com a complexidade do mundo das energias.

Referências

Texto baseado em palestra de Geraldo Lemos realizada no Centro Espírita Maria Modesto Cravo – Campo Grande MS.

1 – Perispírito: segundo Allan Kardec, perispírito “é o traço de união entre a vida corpórea e a vida espiritual. É por seu intermédio que o espírito encarnado se acha em relação contínua com os desencarnados; é, em suma, por seu intermédio, que se operam no homem fenômenos especiais, cuja causa fundamental não se encontra na matéria tangível e que, por essa razão, parecem sobrenaturais para alguns.”

Para maiores informações, veja ‘O Perispírito’

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

leaqui

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitterYouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: