Home / Autoconhecimento / O 4º trimestre 2020, na Retrospectiva LêAqui

O 4º trimestre 2020, na Retrospectiva LêAqui

colagem fotográfica comas imagens de posts Retrospectiva LêAqui 4º trimestre 2020

Um suspiro de alívio que durou pouco tempo.

A publicações que fazem parte da Retrospectiva LêAqui referente ao 4º trimestre de 2020 refletem, ainda, os acontecimentos da pandemia do coronavírus.

Parecia que o mundo estava tendo uma trégua, um tempo para respirar. As atividades começaram a voltar, mas sem faltar os constantes avisos de que era preciso continuar mantendo todo os cuidados iniciais.

Entretanto, grande parte das pessoas já estava sentindo a “fadiga da pandemia”, o cansaço, a irritação e a insatisfação com todas as restrições. O número de mortes, no começo eram de centenas ao dias – e impressionavam. Mas a repetição e o tempo prolongado fizeram com que agora não as centenas, mas as milhares de vidas que se iam a cada dia já não causassem mais espanto nem medo.

No mundo todo, as pessoas começaram a voltar à “vida normal”: shows, baladas, festas e eventos reunindo centenas de pessoas, comércio, ruas, praias, parque lotados. Pessoas sem máscara, sem distanciamento e sem proteção.

Assim, depois de um breve período em que a pandemia, de certa forma, parecia estar controlada, a segunda onda começou. Os números de contágio e de vítimas fatais voltaram a aumentar, e os hospitais começaram, então, de novo a ficar lotados.

Em meio a isso tudo, uma boa notícia: as vacinas estavam ficando prontas, em tempo recorde. Um impressionante avanço nas pesquisas, a união e a troca de conhecimento e experiência entre os cientistas foram possíveis graças aos avanços da tecnologia e à dedicação dos profissionais envolvidos. Logo a a vacinação começou em alguns países.

Entretanto, quando o número de mortes começou a atingir índices semelhantes ou até maiores que o do pico dos primeiros meses, um outro fato despertou a preocupação das autoridades de saúde: a chegada das festas natalinas.

O mundo, entre o alívio e a agonia.

Para evitar tragédias maiores, muitos países impuseram bloqueios rígidos. Pela primeira vez, o reveillon seria celebrado sem os tradicionais festejos, típicos de cada comunidade, que foram suspensos por medida de precaução.

O mundo respirava entre o alívio da vacina e o recrudescimento da pandemia que não acabava. Além disso, a descoberta de uma variante do vírus mostrou ser altamente contagiosa, e a notícia inquietante trouxe ainda mais preocupações.

Os Estado Unidos vinham há muito tempo mantendo o triste título do país com o maior número de contágios e, sobretudo, com o maior número de mortes. Em dezembro, o país que contabilizara 2.000 vítimas fatais ao dia, praticamente dobrou esse número, chegando a quase 4.000 mortes, 4.000 rostos e histórias que fecharam o livro de sua vida.

Mas precisamos lembrar que, tempos antes, houve muitas manifestações, por questões de ordem social e política, onde víamos aglomerações de pessoas sem máscara.

Foram protestos por igualdade de direitos, pelo fim do racismo, por opiniões políticas em função da eleição presidencial. Além disso, protestos também pelo uso de máscara e pelo fim das restrições da pandemia. Estes eventos, que se arrastaram desde o mês de junho, arrastaram consigo, então, também milhares de vidas.

Cada um tem seu tempo, é verdade, mas a falta de cuidados com a preservação da vida é considerada uma forma de suicídio e suas consequências no retorno ao plano espiritual são extremamente trágicas e dolorosas.

As mensagens do plano espiritual que ajudam a entender a pandemia.

Publicamos textos com algumas explicações sobre a transição planetária, os resgates coletivos, a responsabilidade que temos sobre os cuidados com a vida que nos foi concedida.

Caso seja de seu interesse ou você queira relembrar, esses temas foram tratados em diversas publicações, entre as quais:

Assim, com todos os acontecimentos de 2020, continuou a procura pelo conforto maior das mensagens espirituais, pois a espiritualidade caminha num só sentido, embora apresente caminhos diferentes.

Todos eles buscam orientar cada um a encontrar a luz e a força que é a centelha divina em seu próprio interior. Pois é ela que nos fortalece para superarmos todas as adversidades, nos orienta para tomarmos as melhores decisões, nos mostra o caminho da bondade, da união, do respeito.

Estas publicações foram as mais vistas, na Retrospectiva LêAqui do 4º trimestre 2020.

As publicações que se destacaram no 4º trimestre deste ano foram as seguintes:

O ano de 2020 já ficou para trás, e começamos 2021. Que neste ano possamos viver com a esperança e a fé renovadas e fortalecidas, para assim construirmos dias melhores.

Batista e Noemi

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: