Home / Autoconhecimento / O exame de fé, uma prova sem aviso

O exame de fé, uma prova sem aviso

exame de fé

As tentações nossas de cada dia.

Cada um de nós que passa por esta romagem terrena certamente vive situações desafiadoras, sofre agruras e reveses, experimenta sentimentos de raiva, medo ou insegurança. Cada vida é uma história diferente, mas, sem dúvida, todas elas têm uma finalidade, um motivo, o seu próprio “porque”. Podem ser reparações de ações do passado, mas também podem ser um exame de fé, para validar as nossas atitudes em qualquer circunstância.

Ao longo de nossas inúmeras reencarnações, vivenciamos experiências nas quais nos saímos bem, nos serviram de aprendizado e nos ajudaram a galgar alguns degraus em nossa escalada evolutiva.

Contudo, temos dificuldade em superar outras tantas situações. E por isso retornaremos, e retornaremos, até conseguirmos lidar de forma adequada com o aspecto em questão.

Para mais facilmente entendermos o que seriam alguns desses diferentes percalços, o Irmão X¹ traz uma história que retrata algumas situações que poderiam ser um problema na trajetória de desenvolvimento espiritual.

O exame de fé.

Conta o Irmão X que, certa vez, um homem começou a ficar em evidência pela sua ampla compreensão dos conceitos da fraternidade e da fé.

Ele formou uma família, associou-se a empreendimentos religiosos e sempre atribuía a Deus a propriedade dos bens da vida.

Em seguida ele começou a ensinar a importância de manter a confiança no Senhor Supremo. E seus discursos profundos e arrebatadores, atraíam cada vez mais pessoas interessadas em ouvir e aprender.

– Deus – dizia ele, convicto –, Deus é o Criador de Todo o Universo e, por isso mesmo, é o Dono de Tudo, e de tudo somos simples usufrutuários em Seu nome. Almas, constelações e mundos Lhe pertencem por toda a parte. Recebemos, por empréstimo santo de Sua Infinita Bondade, o berço em que nascemos, o lar que nos acolhe, as afeições do mundo, o conforto e a alegria…

As suas palavras eram firmes e confiantes e, assim, levavam os ouvintes a refletir sobre a grandeza do Amor Divino.

E então, continua o Irmão X, “tão grande se fez a sua influência que o Senhor, sensibilizado com tamanhas demonstrações de fé, enviou à Terra alguns mensageiros para lhe examinarem a verdadeira posição.”

O valoroso homem resistiu a toda sorte de tribulações.

Os instrutores, portanto, procederam a um exame de fé, e começaram a aproximar dele situações que lhe amargavam a vida com vários tipos de padecimento.

Assim, ele experimentou a maledicência e a calúnia, a perseguição gratuita, ataques à sua dignidade e a incompreensão no próprio lar. Mas ele exclamava, convicto e sincero:

– Meu nome pertence a Deus. Que Deus seja louvado!

Os emissários que o seguiam observavam a firmeza em sua posição e o constante aumento da confiança nos desígnios divinos.

Entre nuvens de sofrimento, o pupilo da fé também experimentou a enfermidade, que o relegou ao leito, extremamente abatido e fraco. Mas o devoto, em meio da própria angústia, reparou que o seu corpo era um depósito do Todo-Compassivo e disse, imperturbável:

– Meu corpo é um empréstimo do Todo-Poderoso. Que o Todo-Poderoso seja louvado!

Em seguida, o Irmão X narra que “continuaram os enviados celestes no campo da experiência e o homem de fé resistiu valoroso, superando amargura e desolação, tristeza e necessidade…”

O que é que fez o homem de fé sucumbir.

Até mesmo a morte de um dos filhos foi acatada como Vontade Celestial. E foi então que os mensageiros da Esfera Superior resolveram endereçar ao Pai Sublime um relato sobre a lealdade do crente valoroso que se encontrava na Terra.

O autor espiritual prossegue a sua narrativa:

“Logo após, receberam ordem expressa da Casa do Senhor para que lhe entregassem grande quantidade de ouro, como suprema prova de obediência.

O homem recebeu a dádiva generosa, sob a aparência de um negócio feliz, e entregou-se ao conforto da nova situação.

Parecia anestesiado, quando orava, e ébrio de alegria em todos os movimentos.

Decorrido algum tempo, os instrutores espirituais trouxeram-lhe um companheiro em dificuldade, que lhe implorou, humilhado e triste:

– Meu amigo, tenho quatro filhos doentes e venho pedir-lhe em nome de Deus, por empréstimo, algum dinheiro para solucionar meus problemas. Espero resgatar minha dívida em dois ou três meses…

Ante o silêncio do interpelado, reiterou quase em pranto:

– Socorra-me por amor ao nosso Pai de Bondade!…

Mas, com indisfarçável espanto, os professores divinos ouviram-no dizer, impassível e entediado:

– Não posso, não posso!… Meu dinheiro é um patrimônio que custei muito a ganhar.

Não cair em tentação.

Através desse conto em que o Irmão X demonstra as interações entre as esferas desta e doutra vida, ele traz a percepção do valor de “não cair em tentação”, como nos ensinou o Mestre Nazareno.

Além disso, o amigo espiritual nos mostra que, em algum momento, podemos nos render a um ou outro deslize, imperfeitos que ainda somos.

Contudo, a atenção constante em nossas atitudes e palavras, procurando sempre balizá-las pelos preceitos que Jesus nos legou, pode nos poupar de experiências sofridas no futuro, seja nesta ou noutra vida.

Noemi C. Carvalho

1 – Irmão X, em “Contos Desta e Doutra Vida”, psicografado por Chico Xavier
Irmão X é o pseudônimo de Humberto de Campos, que foi jornalista, político e escritor brasileiro. Ele nasceu no Maranhão, em 1886, e morreu no Rio de Janeiro, em 1934. Foi membro da Academia Brasileira de Letras e escreveu dezenas de livros.
Depois do desencarne, começou a escrever através do então jovem médium Chico Xavier, dando início a uma nova fase para o espiritismo no Brasil. Mas com a grande quantidade de livros que começaram a ser publicados, a família de Humberto de Campos moveu ação judicial contra a FEB exigindo direitos autorais pelas obras de além-túmulo, o que levou o autor espiritual a adotar o pseudônimo de Irmão X. (Fonte: FEB – Federação Espírita Brasileira)

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: