sábado, 15 de agosto de 2020
Home / Emoções / Para superar o medo durante pandemia: orientações de Deepak

Para superar o medo durante pandemia: orientações de Deepak

perfil de um homem atravessando uma rua vazia na faixa de pedestre superar medo

Situações como a atual pandemia trazem à tona várias emoções.

Certos acontecimentos de teor negativo às vezes nos tiram de nossa rotina de uma forma abrupta, desestruturando nosso modo de viver e abalando a nossa confiança. Eventos como, por exemplo, uma demissão repentina, a falência do negócio, a perda de uma pessoa querida, um acidente grave, um desastre natural, ou uma pandemia como a que estamos vivendo. Nestas situações, uma das emoções que pode ficar em evidência é o medo e, certamente, é fundamental encontrar maneiras de superar esse sentimento.

O medo é uma emoção natural, mas pode se tornar uma sensação incômoda e angustiante se não conseguimos lidar adequadamente com ele. Além disso, existe também o risco de que ele tome medidas desproporcionais e se transforme em pânico.

Por sua vez, o pânico não só produz um efeito nocivo, afetando o pensamento na tomada de decisões ou nos deixando quase que paralisados sem conseguir sair do labirinto mental, mas pode também influenciar outras pessoas, espalhando esse sentimento de medo descontrolado.

A orientação de Deepak Chopra para superar o medo.

Deepak Chopra (*) explica que “o medo é persuasivo e o pânico se torna viral. Na melhor das hipóteses, a maioria das pessoas vira as costas para problemas preocupantes, em vez de lidar diretamente com eles. Mas, a menos que você tenha sido diagnosticado com um transtorno de ansiedade, pode se acalmar e ir além do medo.”

Os primeiros passos para conseguir dominar o medo e, assim, evitar seus efeitos prejudiciais ao equilíbrio do bem-estar são descritos por Chopra.

É um passo a passo explicado de maneira bem prática, mostrando alguns dos principais pontos a serem observados no dia a dia e qual a melhor forma de lidar com eles.

Acompanhe a seguir as orientações de Deepak Chopra para transformar o sentimento de medo, com o objetivo de trazer firmeza e segurança à mente.

Emoções e pensamentos

  • Fale abertamente sobre sua ansiedade. Reúna os adultos da sua família e talvez os adolescentes mais velhos para falar sobre seus sentimentos no contexto de superá-los.
  • Não tenha pensamentos ansiosos. Quando algum surgir, diga a si mesmo: “Isso não está ajudando. Vá embora, eu não preciso de você.” Falar com a voz em sua cabeça é realmente eficaz.
  • Planeje racionalmente a situação em que você se encontra. Os problemas podem ser divididos em três categorias: coisas que você pode consertar, as que você deve suportar e aquelas das quais deve se afastar. Analise cada problema individual que você enfrenta e anote em qual categoria ele se enquadra. A maioria das pessoas agrava suas preocupações por indecisão. Elas oscilam entre tentar consertar alguma coisa, tolerá-la e fantasiar sobre fugir dela. Seja claro em seu raciocínio, escolha uma das três estratégias e siga-a.
  • Você pode sentir empatia pela ansiedade de outras pessoas, mas não faça disso um hábito diário. Seja prestativo e tranquilizador. Se isso não funcionar, você deve se desligar das queixas mais ansiosas e se concentrar em algo positivo que surgir.

Atitudes renovadoras

  • Seja criativo com seu tempo livre. Mentes ociosas são um parque de diversões para o medo.
  • Não fique obcecado com as notícias. Limite seu tempo de visualização a curtos períodos de duas ou três vezes ao dia. Esta é uma crise que se desenrola em câmera lenta. Você não precisa acompanhá-la minuto a minuto.
  • Procure conteúdos consoladores e inspiradores para ler e ouvir.
  • Dedique algum tempo, várias vezes ao dia, para sentar-se em silêncio, fechar os olhos e usar a respiração profunda e regular para alcançar um estado de paz interiorSe você é pratica meditação regularmente, continue fazendo isso.
  • Anote uma visão do seu futuro, de como gostaria de viver depois que a crise passar. Detalhe todas as coisas que você deseja alcançar e experimentar.
  • Promova a esperança em seu círculo imediato, mas não faça isso enquanto não se sentir realmente esperançoso.
  • Tire um tempo todos os dias para fazer algo que o faça sorrir e alegrar.

É preciso encontrar a melhor forma de lidar com as emoções negativas.

Com essas orientações é possível transformar a emoção do medo e superar seus efeitos negativos. A pandemia do coronavírus está se mostrando, infelizmente, como um evento que vai perdurar por um prazo dilatado, não só na sua ocorrência, na incidência de casos e falecimentos, mas nas consequências futuras.

A dor pela perda de pessoas queridas pode, talvez, ficar de certa forma um pouco amortecida por esse clima de pesadelo e se tornar mais intensa, evidente e real quando a situação voltar a um certo grau de normalidade, mas que nunca vai se restabelecer pela falta dos entes que se foram, consumidos tragicamente pelo insidioso vírus. A força terá que ser redobrada para superar um luto ainda mais prolongado.

A situação econômica sofrerá. Empresas, empregos, trabalho, todos que foram afetados vão encontrar modos de se restabelecer, mas serão muitos recomeços, muitos desafios, que vão exigir muita energia e disposição de ânimo.

Em vista disso, é fundamental atentar e cuidar das emoções o quanto antes, encontrando os meios para manter um equilíbrio saudável e fortalecer a disposição e o ânimo.

Naturalmente, quando a ansiedade é muito intensa ou o sentimento de medo não diminui, é preciso buscar ajuda profissional de modo a conseguir lidar adequadamente com essas emoções para que elas não tragam prejuízos ainda maiores ao bem-estar.

Em qualquer caso, fortalecer o senso de fé e esperança através de orações, meditações e leituras edificantes são sempre atitudes que ajudam a promover o equilíbrio e manter a serenidade.

Noemi C. Carvalho

artigo na íntegra no site de Deepak Chopra

(*)Sobre Deepak Chopra

DEEPAK CHOPRA ™ MD, FACP, fundador da The Chopra Foundation, uma entidade sem fins lucrativos para pesquisas sobre bem-estar e humanitarismo, e a Chopra Global, uma empresa de saúde moderna na interseção entre ciência e espiritualidade, de renome mundial, pioneira em medicina integrativa e transformação pessoal.
Chopra é Professor Clínico de Medicina de Família e Saúde Pública da Universidade da Califórnia, San Diego e atua como cientista sênior da Gallup Organization.
A revista TIME descreveu o Dr. Chopra como “um dos 100 principais heróis e ícones do século”.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 10.321 outros assinantes

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Veja também

Médico com roupa de trabalho usando máscara sentado com a cabeça baixa vivendo os dramas médicos covid-19

As dramáticas experiências dos médicos na covid-19

A Universidade Harvard perguntou a sete médicos que trabalharam ativamente na pandemia da covid-19 o que mais marcou suas vidas.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Holler Box
%d blogueiros gostam disto: