Home / Autoconhecimento / “Por quê”? As respostas nas palavras de Yogananda

“Por quê”? As respostas nas palavras de Yogananda

homem com máscara cirúrgica e ar de espanto e dúvida com as palavras de yogananda

A pergunta que faz eco pelo mundo: “Por quê”?

Uma pergunta percorre os ares quando acontecimentos com tons de tragédia percorrem as vidas: “Por quê?”. É o caso dos fatos da atualidade, como resultado de um vírus, um ser invisível, que deixa mentes brilhantes perplexas e desconcertadas por não conseguir rapidamente respostas eficientes, apesar do compartilhamento de experiências e tecnologias. Em escritos de Yogananda, que morreu em 1952, vemos, através de suas palavras, o cenário da atualidade retratado, bem como de incontáveis outras tragédias que se sucedem ciclicamente na história da humanidade.

Os cataclismos que subitamente ocorrem na natureza, provocando destruição e danos em massa, não são “obra de Deus”. Essas catástrofes resultam dos pensamentos e das ações do homem.

Onde quer que o equilíbrio vibratório do mundo entre o bem e o mal seja perturbado pelo acúmulo de vibrações nocivas resultantes de pensamentos e ações errôneas do homem, veremos destruições.

As guerras ocorrem não por uma ação divina fatal, mas pela disseminação do egoísmo material. Elimine-se o egoísmo – individual, industrial, político e nacional – e não haverá mais guerras.

A vida moderna trouxe muitos avanços, mas deixou a espiritualidade para trás.

Enquanto a criatividade foi trazendo cada vez mais novidades – que logo tomam o papel de necessidades – a espiritualidade foi sendo deixada em segundo plano. Foi assim que com o cansaço pelas correrias para conseguir fazer tudo a tempo, a avalanche de mensagens e notícias para serem conferidas na palma da mão, muitas coisas mudaram o ritmo e o estilo de vida.

Para Yogananda, As caóticas condições modernas existentes no mundo resultam do padrão de vida afastado dos ideais divinos. Indivíduos e nações podem ser protegidos contra a destruição total se viverem segundo os ideais de fraternidade, cooperação industrial e intercâmbio internacional de experiências e bens materiais.

Acredito que virá uma época em que, por força de uma compreensão superior, não teremos mais fronteiras. Chamaremos a Terra de nossa pátria. E graças aos meios jurídicos e à integração internacional, distribuiremos altruisticamente os bens do mundo segundo as necessidades das pessoas.

Apesar da facilidade de se conhecer outras realidades distantes da nossa, mesmo com a integração possibilitada pela tecnologia digital, ainda não se conseguiu equacionar a questão da preservação da dignidade da vida – e devemos lembrar, não só humana, mas também das espécies animais, quando tantas sofrem riscos de extinção, não como causa de uma seleção ou evolução natural, mas por força de interesses financeiros predatórios.

O bom senso e a fé superam o medo e encontram soluções.

Enfim, enquanto não conseguimos entender que nossos pensamentos e ações desencadeiam os acontecimentos que depois nos afligem, ficamos expostos e vulneráveis a situações de sofrimento, seja de ordem pessoal ou acontecimentos que afetam muitas pessoas simultaneamente – como a pandemia causada pela novo coronavírus que hoje aterroriza quase que o mundo todo.

Nestes momentos, o coração sofrido e a mente ansiosa, pedem por qualquer alívio, querem encontrar a força necessária para não cair e Yogananda, então, explica com suas sábias palavras: “O destemor significa fé em Deus; fé em Sua proteção e justiça, em Sua sabedoria e onipresença, em Seu amor.

O medo rouba do homem a invencibilidade de sua alma. Perturbando o harmonioso funcionamento da Natureza que é irradiado da fonte interior de poder divino, o medo causa alterações físicas, mentais e espirituais. Em vez de permitir a ansiedade, o ser humano deve afirmar: “Estou sempre seguro na fortaleza de Tua amorosa proteção”.

Recorra a Deus para solucionar todos os problemas. Não permita que sua coragem e raciocínio fiquem paralisados quando dificuldades avassaladoras o derrubam como uma avalanche. Mantenha o bom senso intuitivo e a fé em Deus alertas, e tente encontrar até a mais remota saída e a encontrará. Tudo acabará bem no final, pois Deus ocultou Sua bondade atrás da superficialidade dos paradoxos das experiências mortais.

A luz que nos guia quando os caminhos estão sombrios, nas palavras de Yogananda.

Faça de Deus o Pastor de sua alma. Faça Dele o seu Farol quando atravessar os caminhos sombrios da vida. Ele é a sua Lua na noite da ignorância; o Sol nas horas de vigília. É a sua Estrela Polar nos mares escuros da existência mortal. Busque a orientação Dele. O mundo continuará assim, cheio de altos e baixos. Onde encontrar um senso de direção? Não nos preconceitos criados em nós pelos hábitos e pelas influências ambientais da família, do país ou do mundo, mas na voz orientadora da Verdade interior.

“Que eu sempre possa me segurar em Ti na vida e na morte, na doença, na fome, nas epidemias ou na pobreza. Ajuda-me a perceber que sou Espírito imortal, intocado pelas mudanças da infância, da juventude e dos torvelinhos do mundo.” – Yogananda

Esta é a afirmação que Yogananda pede para ser pensada, falada e repetida, para que suas palavras fiquem gravadas não só em nosso subconsciente, mas na manifestação energética do subconsciente coletivo. E assim a força da fé, pela união de pensamentos na universalidade, recobre ânimos abatidos em qualquer lugar onde se encontrem, conferindo-lhes vigor e passos firmes para prosseguir suas jornadas.

Noemi C. Carvalho

Trechos dos escritos de Yogananda em Yogananda-SRF

**Paramahansa Yogananda nasceu em Janeiro de 1893, na Índia, tendo falecido em Março de 1952 nos Estados Unidos. É considerado um dos maiores mestres e difusores da antiga filosofia da Índia para o Ocidente.
Deixou como legado ensinamentos que continuam sendo uma fonte de inspiração e de luz para pessoas de todas as raças, culturas e credos, voltados não somente à evolução espiritual, mas também à realização pessoal, com orientações acerca das atitudes que nos competem para as transformações que desejamos em nossa vida.
“Meu corpo passará, mas minha obra continuará e meu espírito continuará vivo. Mesmo quando eu não estiver mais aqui, trabalharei junto com vocês para libertar o mundo pela mensagem de Deus.” – Yogananda

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Veja também

menina pequena com fantasia de de borboleta olhando pela janela crianças pandemia

Crianças na pandemia: como mantê-las ativas e seguras

Especialistas da Johns Hopkins e de Stanford orientam sobre a melhor forma de deixar as crianças brincarem fora de casa e como ensinar a usar uma máscara de proteção.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Holler Box
%d blogueiros gostam disto: