Home / Espiritualidade / Quando Chico Xavier levou uma surra de Bíblia

Quando Chico Xavier levou uma surra de Bíblia

surra de Bíblia

O bom humor de Chico, num caso inusitado.

São tantas as histórias que foram escritas sobre a vida de Chico, relatos de suas conversas com amigos, fatos presenciados, trechos de entrevistas… Uma delas, apesar do desfecho inusitado (e dolorido), foi levada com muito bom humor por Chico, sempre humilde e afável. Leia a seguir, como Ramiro Gama¹ contou a história da surra de Bíblia.

“Lutando no tratamento das irmãs obsidiadas, José e Chico Xavier gastaram alguns meses até que surgisse a cura completa.

No princípio, porém, da tarefa assistencial houve uma noite em que José foi obrigado a viajar em serviço da sua profissão de seleiro.

Mudara-se para Pedro Leopoldo um homem bom e rústico, de nome Manuel, que o povo dizia muito experimentado em doutrinar espíritos das trevas.

O irmão do Chico não hesitou e resolveu visitá-lo, pedindo cooperação. Necessitava ausentar-se, mas o socorro às doentes não deveria ser interrompido.

‘Seu’ Manuel aceitou o convite e, na hora aprazada, compareceu ao Centro Espírita Luiz Gonzaga, com uma Bíblia antiga sob o braço direito.

A orientação tomada ao pé da letra.

A sessão começou eficiente e pacífica.

Como de outras vezes, depois das preces e instruções de abertura, o Chico seria o médium para a doutrinação dos obsessores.

Um dos espíritos amigos incorporou-se, por intermédio dele, fornecendo a precisa orientação e disse ao “seu” Manuel, entre outras coisas:

– Meu amigo, quando o perseguidor infeliz apossar-se do médium, aplique o Evangelho com veemência.

– Pois não, – respondeu o diretor muito calmo, – a vossa ordem será obedecida.

E quando a primeira das entidades perturbadas assenhorou o aparelho mediúnico, exigindo assistência evangelizante, “seu” Manuel tomou a Bíblia de grande formato e bateu, com ela, muitas vezes, sobre o crânio do Chico, exclamando, irritadiço:

– Tome Evangelho! Tome Evangelho!…

O obsessor, sob a influência de benfeitores espirituais da casa, afastou-se, de imediato, e a sessão foi encerrada.

Mas o Chico sofreu intensa torção no pescoço e esteve seis dias de cama para curar o torcicolo doloroso.

E, ainda hoje, ele afirma satisfeito que será talvez das poucas pessoas do mundo que terão tomado ‘uma surra de Bíblia’…”

Ramiro Gama

Referência

1 – Do livro “Lindos Casos de Chico Xavier”, de Ramiro Gama

Ramiro Gama (nascido em dezembro de 1898 e desencarnado em maio de 1981) foi jornalista, escritor, poeta, conferencista e espírita dos mais atuantes, com dezenas de obras publicadas.
Das oportunidades que teve para se encontrar com Chico Xavier e das conversas descontraídas, compilou várias das histórias que ouviu do abnegado médium.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: