Home / Emoções / Saúde mental na pandemia: campanha da OMS começa no Setembro Amarelo

Saúde mental na pandemia: campanha da OMS começa no Setembro Amarelo

Homem sentado em um banco de praça apoiando a cabeça com o sol se pondo ao fundo saúde mental na pandemia

Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física.

Começa o mês do Setembro Amarelo, pela conscientização e prevenção do suicídio, e a OMS faz o lançamento da campanha anual pela saúde mental, que inspira maiores cuidados em função da pandemia.

A pandemia do novo coronavírus trouxe preocupações, mudanças na vida, desgosto e medo. E além do alto número de vítimas fatais, está registrando uma outra marca: o crescente número de pessoas afetadas por problemas emocionais.

Selecionamos informações e trechos de comunicados da OMS relativos ao Dia Mundial da Saúde Mental, à preocupação com as sequelas emocionais desencadeadas ou agravadas pela pandemia e aos objetivos da campanha que está começando. Leia a seguir.

A pandemia e as consequências na saúde mental.

“O Dia Mundial da Saúde Mental é comemorado em 10 de outubro. Neste ano, chega num momento em que nossas vidas diárias mudaram consideravelmente como resultado da pandemia da covid-19. Os últimos meses trouxeram muitos desafios:
– profissionais de saúde, prestando cuidados em circunstâncias difíceis, enquanto voltam para casa com medo de contaminar seus familiares;
– os alunos, adaptando-se às aulas em casa, com pouco contato com professores e amigos, e preocupados com o futuro;
– trabalhadores cujos meios de subsistência estão ameaçados;
– grande número de pessoas vivendo na pobreza ou em ambientes humanitários frágeis, com poucos recursos de proteção para a covid-19;
– pessoas com problemas de saúde mental, muitos experimentando um isolamento social ainda maior do que antes;
– e ainda aqueles que sofrem a dor de perder um ente querido, às vezes sem poder dizer adeus.

Além disso, as consequências econômicas da pandemia já estão sendo sentidas: empresas dispensam funcionários em um esforço para salvar seus negócios ou, até mesmo, encerram suas atividades.

Por isso, existem expectativas que a necessidade de apoio à saúde mental e apoio psicossocial aumente substancialmente nos próximos meses e anos. O investimento em programas de saúde mental, portanto, é agora mais importante do que nunca.

Assim, o objetivo da campanha do Dia Mundial da Saúde Mental deste ano é aumentar o investimento em saúde mental.”

Os preocupantes números de um grave problema de saúde.

A OMS ressalta que a saúde mental é uma das áreas mais negligenciadas da saúde pública, mas os números apontam a necessidade de investimentos urgentes dos países:
– cerca de 1 bilhão de pessoas vivem com um transtorno mental;
– 3 milhões de pessoas morrem todos os anos devido ao uso nocivo do álcool;
– uma pessoa morre a cada 40 segundos por suicídio;
– e agora, bilhões de pessoas em todo o mundo foram afetadas pela pandemia do novo coronavírus, que está tendo um impacto adicional na saúde mental das pessoas.

No entanto, poucas pessoas têm acesso a serviços de saúde mental de qualidade. A OMS informa que, “em países de renda baixa e média, mais de 75% das pessoas com transtornos mentais, neurológicos e por uso de substâncias não recebem nenhum tratamento para sua condição. Além disso, o estigma, a discriminação, a legislação punitiva e as violações dos direitos humanos ainda são comuns.

E por causa da pandemia, o acesso a cuidados com a saúde mental foi ainda mais reduzido. Isto se deve, principalmente, por causa do risco de infecção em instituições de longa permanência, como por exemplo lares de idosos e instituições psiquiátricas. O serviço também foi afetado devido às normas de distanciamento social, os profissionais infectados com o vírus e a necessidade de converter os estabelecimentos de saúde mental para tratamento de pessoas com a covid-19.”

A campanha do Dia Mundial da Saúde Mental 2020.

Neste ano, a OMS e as organizações parceiras United for Global Mental Health e a Federação Mundial para Saúde Mental pedem um aumento maciço no investimento em saúde mental, com a campanha “Movimente-se pela saúde mental: vamos investir”.

“O Dia Mundial da Saúde Mental é uma oportunidade para o mundo se unir e começar a reparar a negligência histórica da saúde mental”, disse o Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde. “Já estamos vendo as consequências da pandemia da covid-19 sobre o bem-estar mental das pessoas, e isso é apenas o começo. A menos que assumamos compromissos sérios para aumentar o investimento em saúde mental agora, as consequências para a saúde, bem como sociais e econômicas, serão de longo alcance.”

De acordo com a OMS, os países gastam, em média, apenas 2% de seus orçamentos de saúde em saúde mental. Entretanto, para cada US$ 1 investido em tratamento para transtornos mentais comuns, como depressão e ansiedade, há um retorno de US$ 5 em melhoria da saúde e produtividade.

Uma oportunidade de compromisso para que todos participem.

A campanha do Dia Mundial da Saúde Mental pretende estimular ações em todos os níveis, principalmente online, devido à continuação da pandemia:
– para as pessoas como indivíduos, tomando ações concretas para a nossa própria saúde mental e apoiando amigos e familiares que estão lutando para sua própria recuperação;
– aos empregadores, para que tomem medidas para implementar programas de bem-estar junto aos funcionários;
– como governos, comprometendo-se a estabelecer ou ampliar os serviços de saúde mental;
– e jornalistas e divulgadores se empenhem para explicar o que mais pode e deve ser feito para tornar a assistência à saúde mental uma realidade para todos.

“Já se passaram quase 30 anos desde que o primeiro Dia Mundial da Saúde Mental foi lançado pela Federação Mundial de Saúde Mental,” disse a Dra. Ingrid Daniels, Presidente da Federação. “Durante esse tempo, vimos uma abertura cada vez maior para falar sobre saúde mental em muitos países do mundo, mas agora devemos transformar palavras em ações. Precisamos da união de esforços para construir sistemas de saúde mental que sejam apropriados e relevantes para o mundo de hoje e de amanhã.”

“Com tantas pessoas sem acesso a serviços de saúde mental adequados e de boa qualidade, o investimento é necessário agora mais do que nunca”, disse Elisha London, fundadora e CEO da United for Global Mental Health.

“Todos, em todos os lugares, podem participar da campanha deste ano. Quer você tenha lutado com sua própria saúde mental, conheça alguém que foi afetado, seja um especialista em saúde mental ou se simplesmente acredita que investir em saúde mental é a coisa certa a fazer, mova-se em prol da saúde mental e ajude para que o suporte seja acessível a todos.”

Principais eventos que serão realizados em prol da saúde mental.

United for Global Mental Health: Marcha de 24 Horas pela Saúde Mental

No dia 9 de outubro, pessoas de todo o mundo serão incentivadas a participar de uma marcha virtual. Numa transmissão ao vivo durante 24 horas, líderes de saúde mental e influenciadores de grupos da sociedade civil já ativos em 19 países, vão falar sobre suas experiências de vida.

Além disso, haverá sessões de uma hora sobre temas específicos, incluindo a relação de saúde mental em diferentes grupos: jovens, idosos, comunidade LGBTQ+. Parceiros confirmados incluem Human Rights Watch e Alzheimer’s Disease International.

A marcha tem como objetivo aumentar a conscientização sobre questões de saúde mental, quebrar o estigma e trazer mudanças nas políticas.

OMS: O Grande Evento para a Saúde Mental

No Dia Mundial da Saúde Mental, 10 de outubro, a OMS vai sediar um evento global online para a promoção da saúde mental. Nesse dia, será então mostrado o trabalho que sua equipe está fazendo ao redor do mundo para reduzir as doenças mentais e o uso nocivo de álcool e drogas.

Além do Diretor-Geral da OMS, dos líderes do mundiais e especialistas em saúde mental o evento também terá a participação de músicos de renome mundial. Esportistas cujas vidas foram afetadas por problemas de saúde mental vão compartilhar suas experiências e contar como lidaram com depressão e ansiedade.

Durante o evento, será dado um Prêmio Especial para um filme de saúde mental, no Festival de Cinema de Saúde para Todos, da OMS.

Federação Mundial para Saúde Mental: Educação e Conscientização

A campanha da Federação começa em 1º de setembro. Nessa data, o presidente da Federação vai lançar o material educacional da Campanha “Saúde Mental para Todos: Maior Investimento – Maior Acesso”. O evento tem o patrocínio real da Princesa Iman Afzan Al-Sultan Abdullah, da Malásia.

Também será feita a “Chamada para a Ação 2020” pelas especialistas em saúde mental Pamela Y. Collins e Deepa Rao. Em seguida, a campanha vai apresentar 45 dias de atividades de conscientização, com atividades lideradas pela seção de jovens da Federação.

com informações:
OMS – Organização Mundial da Saúde, Comunicado de imprensa, Genebra, 27 de agosto de 2020
OMS – Organização Mundial da Saúde, campanha Dia Mundial da Saúde Mental 2020

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

leaqui

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitterYouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: