Home / Emoções / Sentir as emoções negativas pode nos fazer sentir bem.

Sentir as emoções negativas pode nos fazer sentir bem.

leaqui

Quando estamos bem, não queremos sentir o que pode nos tirar desse estado de estar bem.

Sentir as emoções negativas pode ser um processo importante para nosso bem-estar. Mas muitas vezes tentamos manter distância delas para que não estraguem nosso dia, embora isso nem sempre seja possível. Afinal, algo que acontece ou até uma simples frase podem nos tirar do eixo e trazer à tona aqueles sentimentos que estavam adormecidos lá no fundo.

Algumas dessas emoções são úteis quando bem dosadas: o medo, por exemplo, nos mantém afastados de coisas que sabemos que podem ser perigosas, como o típico exemplo de “não entrar na jaula do leão”, olhar antes de atravessar a rua, não colocar uma chave de fenda na tomada e coisas do tipo.

O lado ruim da emoções negativas é quando ficamos presos numa energia de negatividade que nos puxa para baixo. O problema maior é quando começamos a nos julgar, ficamos pensando e remoendo que não é bom ficar assim e ficamos chateados por não conseguirmos melhorar. Isso aumenta a culpa, porque além de ter ficado mal, ainda por cima não conseguimos ficar bem e… ficamos pior ainda.

É científico: sentir as emoções negativas é bom.

Um estudo feito na Universidade de Toronto, Canadá, pelo professor de psicologia Brett Ford pesquisou a relação existente entre a aceitação da negatividade e o bem-estar. O estudo envolveu três pesquisas diferentes, com grupos diversos.

Como resultado desse trabalho, Ford constatou que o fator mais importante para o bem-estar não é manter uma vida com baixo índice de estresse e ansiedade, mas a capacidade de aceitar as dificuldades da vida e os sentimentos negativos sem julgar.

Outra constatação foi que as pessoas que aceitavam com mais naturalidade seus estados mentais negativos relatavam que a emoções negativas sentidas eram menos intensas.

Também foi verificado que o estado de espírito de aceitação influiu positivamente no bem-estar psicológico de quem passou por situações nas quais sentiu tristeza, solidão, angústia, irritação, rancor, ansiedade, preocupação, vergonha e culpa.

Ford conclui dizendo que os resultados obtidos no estudo “enfatizam a ampla relevância da aceitação como uma ferramenta útil para muitas pessoas“. Segundo ele, as emoções são eventos naturais de curta duração, mas se as aceitamos tranquilamente, como se costuma dizer “levando numa boa”, ao invés de tentar afastá-las ou se recriminar, “essas experiências emocionais realmente passarão de forma relativamente rápida”.

Aceitar os momentos de negatividade é um caminho para a felicidade.

O resultado desse e de outros estudos realizados indicam que a aceitação é uma ferramenta extremamente útil e benéfica para a melhoria da qualidade de vida. A felicidade é vista como a ausência de negatividade, enquanto o estudo demonstrou que, na verdade, a felicidade envolve a aceitação da negatividade.

Quando aceitamos nossas experiências negativas com naturalidade, deixamos elas livres para seguirem seu curso e também nos libertarmos de um sofrimento infindável. Elas são expressões naturais dos eventos que não correram bem para nós.

Senti-los é a melhor forma de neutralizá-los, evitando que se escondam e reapareçam constantemente ao longo do tempo. Entretanto, em sociedades onde a felicidade e o positivismo são demasiadamente valorizados, torna-se mais difícil a aceitação dos sentimentos negativos como algo natural e passageiro.

Para entender melhor as emoções negativas e como lidar com elas leia Se negar a tristeza que me invade nunca encontrarei o melhor de mim.

Uma vez que nem sempre podemos controlar nossas emoções, podemos controlar a nossa forma de responder a elas. Sentir a tristeza, a frustração, a raiva, procurando compreender o porquê de terem surgido; aceitar que foram uma resposta nossa a um determinado acontecimento, mas esses sentimentos não precisam continuar presentes eternamente; são atitudes que nos ajudam a melhorar a qualidade do nosso bem-estar.

A seu tempo, o ciclo se encerra, a positividade volta à cena.

Noemi C. Carvalho


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: PinterestFacebook – Instagram – Twitter


Veja também

mulher com máscara cirúrgica mostrando algo em um telefone celular para uma senhora idosa cuidadores familiares

Cuidadores familiares: a difícil vida durante a pandemia

Os cuidadores familiares ficam sobrecarregados, especialmente nesta época de pandemia. Leia aqui as orientações de professores da Stanford.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Holler Box
%d blogueiros gostam disto: