autoestima

A importância do papel das emoções em nossa vida

É preciso primeiramente reconhecer as emoções para então poder educá-las, num processo de aprendizado onde é possível direcionar as emoções como força motriz para a expressão de nossas qualidades.

O que os outros acham de você não é importante

Quando não somos nós mesmos e passamos a viver conforme os gostos dos que nos rodeiam, significa que damos mais importância à opinião que o outro tem sobre nós. Esse comportamento revela um desconhecimento do real potencial que temos e essa má avaliação gera um sentimento de baixa autoestima.

Acredite em você: sua autoestima agradece

a autoconfiança e a crença de que merecemos realizar aquilo a que nos propomos nos permite deixar para trás tudo o que nos impedia de crescer e melhorar, viramos a página para um novo capítulo que começamos a escrever. Desta vez com palavras firmes e pensamentos seguros.

Troque o vício no medo pelo vício na positividade

Ninguém gosta de sentir medo, inclusive muitas pessoas têm medo de sentir medo.
Uma das formas que desenvolvemos para tirar o medo e suas sensações da nossa frente, foi a inconscientização dos nossos medos, disfarçando-os através dos vícios, pois esses abafam as emoções e assim deixamos de senti-las.