Home / Emoções / Tristeza e felicidade andam de mãos dadas

Tristeza e felicidade andam de mãos dadas

Aceitar todas as nossas emoções nos faz crescer perante a vida

A vida é feita de opostos, que andam aos pares. É fácil compreender quando falamos, por exemplo, de noite e dia, frio e quente, alto e baixo, dentro e fora. E não é diferente quando se trata das nossas velhas e conhecidas emoções: tristeza e felicidade.

Assim como o dia vem clarear a noite, o calor vem suavizar o frio, a felicidade – ou a lembrança dos momentos felizes que tivemos – ajuda a suportar os momentos de tristeza. Por sua vez, a tristeza lembra-nos de valorizar os momentos de felicidade.


Cuide da sua felicidade e bem estar: siga LêAqui também nas redes sociais


Além de vivenciá-los, podemos aprender com esses dois sentimentos opostos: não se desesperar perante a tristeza, pois ela é passageira, e não supervalorizar a felicidade, pois ela também pode ser efêmera. Compreendê-los em seus ciclos, no vai e vem da alternância e da repetição continuada, permite que aceitemos o momento presente, seja ele como for: se os momentos bons passam, os ruins passam também.

Quando vivemos integralmente cada dia, aceitando e reconhecendo o que ele traz, passamos com mais serenidade pelos dissabores e valorizamos nossas alegrias, compreendendo que tudo tem uma finalidade na construção de nossa personalidade, no fortalecimento de nosso ser interior.

 

Noemi C. Carvalho

 


Você pode se interessar também:


Veja também

homem subindo um monte com uma grande cachoeira atrás como se tivesse emoções destrutivas

Dalai Lama explica como combater as emoções destrutivas que afetam nossa vida

Dalai Lama conversa sobre as emoções destrutivas, a responsabilidade do ego, a importância de treinar a mente e cultivar a paz de espírito. Leia aqui.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: