Home / Especial Coronavírus / Um sutil alerta de Bezerra de Menezes sobre a pandemia

Um sutil alerta de Bezerra de Menezes sobre a pandemia

imagem mostra uma grande metrópoles expressando a impressão de sufocamento do homem alerta Bezerra Menezes pandemia

As palavras de conforto e inspiração do Dr. Bezerra.

Estava visitando o site da FEB – Federação Espírita Brasileira, quando li uma comunicação do Dr. Bezerra de Menezes que me deu a ideia de um alerta sutil sobre os tempos que viriam e a proximidade da pandemia.

No dia 13 de novembro de 2019, o mundo ainda vivia de acordo com a sua vida rotineira. E assim também a FEB, que realizou nesse dia a Reunião do Conselho Federativo Nacional.

O Dr. Bezerra de Menezes transmitiu por psicofonia, através de Divaldo Franco, uma mensagem encerrando a reunião.

Como não podia deixar de ser, as palavras do Dr Bezerra são sempre um alento. Elas trazem conhecimento, dão oportunidade à reflexão seja sobre as convulsões sociais bem como as pessoais, trazem estímulo, confiança e esperança.

Existirá um sutil alerta sobre a pandemia na comunicação de Bezerra de Menezes?

Mas agora, quando o mundo passa por mais um tenebroso período, abalado pela ferocidade da pandemia que se alastrou de forma inusitada, tomando de assalto cidades, países e vidas, lendo essa mensagem do Dr Bezerra de Menezes, talvez seja possível encontrar um alerta nas entrelinhas.

Talvez não exatamente sobre a pandemia, mas sobre um tempo de dor e sofrimento caso a civilização insistisse em manter a mesma conduta.

Você pode achar que estou “forçando a barra”. Afinal a humanidade há muito tempo precisa rever o seu comportamento, abrir a sua mente não só ao conhecimento material mas também ao espiritual. Foi por isso que Jesus veio. E, ao longo desses dois mil anos, nunca faltaram as mais diversas orientações nesse sentido.

O destino é um livro em branco, escrito pela pena do livre-arbítrio. Por isso as elevadas entidades espirituais também não sabem exatamente o que vai acontecer. Mas elas podem, certamente, ter uma ideia do que virá, pelo encaminhamento que a humanidade dá ao seu viver.

Enfim, o fato de haver ou não alguma mensagem cifrada nas entrelinhas não é o mais importante. O que importa é a substância dessa comunicação. Afinal, ela é tão pertinente em qualquer época, é tão benfazeja a quem estiver aberto a se conectar com esse bondoso amigo espiritual, que merece ser lida e compartilhada.

Acompanhe comigo, então, alguns trechos dessa comunicação do Dr. Bezerra de Menezes.

O Dr. Bezerra faz o encerramento de reunião da FEB: “Gloriosa vitória da Luz contra a Treva!”

O Dr. Bezerra de Menezes começa a sua comunicação dizendo que “os dias gloriosos da ciência e da tecnologia de ponta estão sombreados pelas inquietações do sentimento humano que parece desvairar em toda parte. O inconformismo, o desespero e o sofrimento assinalam a geração presente como a consequência do mau uso do livre-arbítrio nos dias do passado.

Todos anelávamos que estas fossem as horas da paz, amparados pelo conhecimento libertador da ignorância que a muitos tem proporcionado conforto e bem-estar; raramente, equilíbrio e paz. A Barca Terrestre experimenta as ondas terríveis do mar agitado pelos conceitos da loucura e da desarmonia.

No entanto, Cristo vela e conduz, na condição de Nauta Divino, a embarcação ao porto de segurança. Provavelmente, algumas dores se farão volumosas e terrificantes. Sucede, porém, que as almas rebeldes somente aquiescem diante de sofrimentos que as submetem à diretriz da fraternidade e do amor.”

Neste trecho, observamos que o Dr. Bezerra comenta sobre os avanços do conhecimento e da tecnologia, que trouxeram conforto e bem-estar, e se esperava trouxessem equilíbrio e paz.

Mas a desarmonia e o sofrimento ainda trazem perturbações ao ambiente. Os atos de violência, o materialismo excessivo, o egoísmo, os vícios de todos os tipos minando a saúde, desestruturando os lares.

Assim, “provavelmente, algumas dores se farão volumosas e terrificantes”, alerta o benfeitor espiritual. E, como diz o ditado, quem não aprende pelo amor, aprende pela dor.

Aproxima-se o grande momento da mudança.

As palavras dessa elevada entidade espiritual continuam aconselhando. “Não desanimeis, não permitais que o mau humor e as injunções penosas que vos rodeiam os passos e tentam penetrar no vosso lar logrem o êxito que a invigilância, não raro, faculta. Tende tento e mantende-vos em equilíbrio interior quanto seja possível.

Este é o grande momento em que as Escrituras desde há muito prenunciam como da mudança que se vem operando e atingem a sua culminância.”

Essa mudança é a transição a que o nosso planeta está destinado por força da lei de progresso. E assim ele vai passar de um mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração.

É, sem dúvida, um avanço, uma vez que o mundo de regeneração não tem tantas dores e sofrimentos. Mas o planeta, naturalmente, é a soma das vibrações emitidas pelos seus habitantes.

As dores a serem vencidas são de dentro para fora.

E o Dr. Bezerra explica, então, que “são graves os testemunhos que todos nós, Espíritos desencarnados e encarnados em perfeita comunhão, deveremos oferecer, quais lograram os mártires das primeiras horas da fé cristã. Nesse passado que já vai distante, as perseguições vinham de fora para dentro.

Agora, as angústias e as dores são do íntimo para fora, em razão das terríveis perturbações provocadas pelos inimigos da luz que se travestem de missionários de uma Nova Era. Sim, a Era Nova irá caracterizar a grandeza do amor na operosidade da caridade junto a Humanidade terrestre.”

Para melhor entender este conceito, basta lembrar do crescente número de pessoas acometidas pela depressão e por outras questões emocionais, causando preocupação a nível global, como reporta a OMS.

O benfeitor continua: “O Brasil prossegue convidado a desempenhar a missão que foi confiada a Ismael pelo Divino Mestre.

E neste momento, turbado pelas paixões e pelos interesses vis, torna-se indispensável a serenidade da fé para que sejam enfrentados os terríveis vírus da crueldade, do materialismo e da indiferença pelo amor às forças vivas da Natureza culminando na criatura humana.”

A dor é a mensageira que pede a transformação interior.

Mais uma vez, o espírito de luz que nos orienta a jornada, fala sobre a dor e o sofrimento. Mas não como um castigo, e sim como um elemento de transformação que nos impulsiona para o atingimento de uma meta que ainda não foi cumprida.

“Não tergiverseis nem permiti-vos enfraquecer na luta. É o fogo que purifica os metais, que dá resistência à argila e que modifica as paisagens.

É a dor a mensageira que Deus oferece àqueles aos quais ama de tal forma que, assinalados pelo ferrete do sofrimento, não têm outra alternativa senão a marcha na direção do calvário sublimador.

Poderia parecer que se trata de uma proposta masoquista em que a dor é preferencial. Não se trata desta questão patológica.

A Terra ainda é o planeta de provas e expiações e todos nela nos encontramos à busca do depuramento da inferioridade que teima em permanecer como herança perigosa das fases que já deveriam estar ultrapassadas, e não foi conseguida essa vitória.

Mas, logo depois da noite tenebrosa suavemente a madrugada irisa com as estrelas da alegria em um amanhecer de bênçãos e confortos para a vida gloriosa da imortalidade!”.

A nossa responsabilidade no plano divino tem o amparo das nobres entidades espirituais.

O Dr. Bezerra também explica sobre a nossa responsabilidade para a execução do plano divino, pois esse combate contra as trevas da maldade e da violência foi o propósito que Deus nos confiou.

“Filhas e filhos do coração! Não fostes vós que vos candidatastes, foi o Senhor da Vida que fez um giro ao entardecer e convidou-vos à última hora para a Seara de Redenção.

Alegrai-vos porque o vosso será o mesmo salário dos heróis da hora primeira e exultai porque já vos encontrais ao lado do Dono da Vinha que logo mais estará convocando-vos para a prestação de contas e ireis apresentar o glorioso resultado da vitória da luz contra a treva.”

E embora a tarefa possa parecer demasiada, ele nos encoraja e conforta: “Estais sob cuidados especiais. Não só de Ismael, mas de toda a equipe que zela pelo planeta neste momento decisivo, um dos mais graves da história da Terra: o grande salto para a Era da Felicidade.”

E novamente, portanto, o benfeitor cita que estamos num “momento decisivo, um dos mais graves da história da Terra”, mas sempre amparados e acompanhados pelos Espíritos que conosco estão “inaugurando o período da compreensão das diferenças, da compaixão pelos adversários, do entendimento dos opositores, com a disposição de abraçá-los a todos para apresentar-lhes ao Mestre, condutor do rebanho no qual vos encontrais.”

Nós somos os colaboradores para que se realize a “Era da Felicidade”.

Portanto, como disse no início, talvez – e apenas talvez – esse tenha sido um sutil alerta do Dr Bezerra de Menezes sobre a dor e o sofrimento que aguardariam a humanidade caso ela continuasse insensível aos apelos divinos e aos ensinamentos do Cristo para reavaliar as suas prioridades e a sua conduta, e que pode ter se manifestado pela pandemia.

Sabemos que a dimensão de tempo, no plano espiritual, é muito diferente da concepção que nós temos pela passagem do tempo terreno. Ainda assim, quanto antes fizermos a nossa parte para contribuir para o “grande salto para a Era da Felicidade”, antes podemos ser abençoados por essa felicidade, seja vivendo neste mundo renovado, seja no retorno ao plano espiritual, para onde levamos nossas conquistas espirituais.

Noemi C. Carvalho

Você pode ler a mensagem do Dr. Bezerra de Menezes na íntegra no site da FEB – Federação Espírita Brasileira

Mensagem psicofônica ditada pelo Espírito Bezerra de Menezes ao médium Divaldo Pereira Franco, em 10 de novembro de 2019, no encerramento da reunião ordinária do Conselho Federativo Nacional da Federação Espírita Brasileira realizada em Brasília, DF.

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: