Home / Comportamento / Ação Social / UTILIDADE PÚBLICA: Movimento pela Vida Segura no Trânsito

UTILIDADE PÚBLICA: Movimento pela Vida Segura no Trânsito

“Hoje não: um Movimento pela Vida Segura no Trânsito.”

No ano passado, 849 pessoas perderam a vida no trânsito de São Paulo, uma média de duas mortes por dia.

É muita gente. É muito triste.

Mais triste ainda se considerarmos que a maioria dessas fatalidades poderiam ser evitadas.

Então, vamos dar um basta nisso tudo.

Vamos, todos juntos, transformar o nosso comportamento no trânsito.  Mudar.

Ser melhores que no ano passado. Um dia de cada vez. Uma vida de cada vez.

Então, não vamos mais repetir os mesmos erros. Não vamos mais faltar com o respeito. Não vamos mais cometer infrações na rua.

Vamos, sim, levantar essa bandeira.

Uma campanha para proteger a vida.

Este é um dos textos da campanha da Cidade de São Paulo para a conscientização sobre segurança viária, lançada em Novembro.

A campanha tem como premissa envolver os cidadãos paulistanos entendendo que, todos juntos, podemos transformar o nosso comportamento no trânsito.

Várias ações estão programadas para somar esforços do poder público e da população para a redução do número de mortes e acidentes no trânsito, baseadas no Plano de Segurança Viária – Vida Segura, apresentado pela Prefeitura em abril e que tem como objetivo transformar São Paulo em uma das cidades com tráfego mais seguro do mundo.

 

O Vida Segura é baseado nos conceitos de Visão Zero e Sistemas Seguros, que partem da premissa de que nenhuma morte no trânsito é aceitável e que todo mundo, inclusive o poder público, deve assumir sua responsabilidade para a redução dos acidentes. Criado na Suécia em 1997, o Visão Zero já é usado como referência em cidades como Nova York, Cidade do México e Bogotá.

As peças de divulgação estimulam o respeito aos limites de velocidade, à sinalização de trânsito e alertam sobre práticas perigosas como dirigir após ingestão de bebida alcoólica e o uso do celular ao volante.

As ações da campanha “Hoje não: um Movimento pela Vida Segura no Trânsito”.

A campanha está dividida em três fases.

A primeira fase é de mobilização, com o objetivo sensibilizar a população para o grave problema do trânsito de São Paulo. Várias ações de impacto foram adotadas:

  • 849 pontos de ônibus da cidade foram identificados, como “VÍTIMA Nº XXX”
  • bandeiras brancas foram instaladas em importantes monumentos da cidade
  • foram instaladas ainda 849 cruzes brancas no canteiro central da Avenida 23 de Maio
  • em diversos cruzamentos da cidade
  • foram distribuídas 1.000 bandeiras para taxistas

A segunda fase, que começa no mês de dezembro, visa a conscientização e proteção aos motociclistas, principal vítima fatal dos acidentes de trânsito da capital..

Em 2018, o número de óbitos de motociclistas em acidentes de trânsito, pela primeira vez, ultrapassou a quantidade de pedestres que morreram atropelados em São Paulo. Foram 366 vítimas fatais que estavam em motos, ante 349 pessoas a pé.

A terceira fase, prevista para março, será voltada para o pedestre, segunda maior vítima fatal no trânsito da cidade.

Consolidando a aplicação do Plano de Segurança Viária, a Prefeitura deu início, simultaneamente com a campanha, à fase de obras das ações previstas no Vida Segura, contemplando todas as regiões da cidade.

Essas ações da Prefeitura compreendem:

  • programa Via Segura – com obras em ruas e avenidas onde são registrados o maior número de acidentes, que apresentem muito tráfego viário ou grande circulação de pedestres
  • programa Travessia Segura – para extensão de calçadas e ampliação dos espaços destinados aos pedestres
  • programa Pedestre Seguro – com ampliação do tempo de travessia nos cruzamentos semafóricos
  • ação Motociclista Seguro – blitze educativas nas quais os condutores são parados e convidados a assistir a uma palestra de 15 minutos ministrada por um policial e um agente de trânsito e recebem instruções sobre temas como pilotagem segura, velocidade, frenagem e utilização dos equipamentos de proteção. De janeiro a outubro, 4.080 motociclistas participaram dessa atividade de conscientização

Em qualquer cidade, em qualquer país, hasteie também uma simbólica e permanente bandeira branca da conscientização no trânsito.

Fiscalize e exija do poder público a implantação e manutenção de ações para reduzir os acidentes no trânsito.

A vida é muito preciosa. Vamos todos nos unir para protegê-la e preservá-la.

 

 


LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter


Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: