Home / Emoções / Vamos falar de felicidade, mesmo em tempo de pandemia

Vamos falar de felicidade, mesmo em tempo de pandemia

close no rosto de uma mulher sorrindo demonstrando felicidade falar de felicidade

Por que sempre é tempo para falar de felicidade?

Estava lendo um artigo da Universidade de Bristol, na Inglaterra, que achei interessante: falava sobre felicidade. Fiquei em dúvida se valeria a pena comentar sobre o mesmo agora, sobretudo quando estamos vivendo um dramático momento da pandemia. Será, então, que esta é uma boa hora para falar de felicidade?

Acredito que sim, se considerarmos a felicidade como um sentimento que traz uma energia positiva, um estado de espírito que mantém a vibração elevada e cria, portanto, uma aura de proteção ao repelir energias contrárias por não encontrarem ponto de ligação.

A energia que vibra dentro de nós quando temos um pensamento ou uma emoção – seja de paz ou de agressividade, de confiança ou de medo, de felicidade ou de tristeza – se expande, não fica restrita ao nosso corpo. Ela sai de nós, percorre o espaço e se liga a energias de mesmo padrão.

Imagine, por exemplo, uma corrente feita de elos azuis que é lançada e no caminho “grudam” outros elos azuis aumentando a espessura dessa corrente. Em determinado momento ela volta, só que agora mais encorpada e mais forte.

Podemos dizer que de forma semelhante acontece com as energias que emitimos. Por isso acredito que, exatamente por estarmos vivendo um momento por si só desencadeador de medo, de angústia e tristeza, é salutar buscarmos forças para manter a nossa vibração num estado o mais próximo possível da paz e de uma felicidade serena.

Um curso na Universidade de Bristol para falar de felicidade.

Por causa de um aumento preocupante de problemas de saúde mental constatado nos estudantes em todo o Reino Unido, a Universidade de Bristol lançou o curso de Ciência da Felicidade, em 2018.

O programa, baseado em estudos de psicólogos e neurocientistas mostrou que é possível melhorar a saúde e o bem-estar mental.

O professor Bruce Hood, que dirige o curso, disse: “Eu sabia que os alunos iriam gostar das palestras porque o conteúdo é fascinante, mas fiquei realmente surpreso ao descobrir o impacto positivo em seu bem-estar mental.

Inicialmente, pensei que todos os benefícios do curso seriam perdidos devido ao estresse da pandemia e pela falta de interação social. Mas aqueles que fizeram a versão online do curso ainda se beneficiaram, embora as palestras e os centros de felicidade fossem virtuais.

Cerca de 1.000 alunos fizeram o curso, e o resultado “prova que aprender sobre a felicidade pode melhorar o seu bem-estar mental”, disse Hood.

Como aumentar a felicidade em ações do dia a dia.

Os resultados obtidos ao longo do curso ajudaram a entender o funcionamento do cérebro e a resposta positiva obtida com algumas práticas simples para o nosso dia a dia, como por exemplo:

  • Falar com estranhos nos deixa mais felizes, apesar de a maioria de nós evitar esses encontros
  • A mídia social não é ruim para todos, mas pode ser ruim para aqueles que se concentram em sua reputação
  • A solidão afeta nossa saúde ao prejudicar nosso sistema imunológico
  • Otimismo aumenta a expectativa de vida
  • Dar presentes a outras pessoas, ativa nossos próprios centros de recompensa no cérebro, muitas vezes proporcionando uma felicidade maior do que gastar dinheiro consigo mesmo
  • A privação do sono afeta o quanto somos amados pelos outros
  • Caminhar no campo desativa parte do cérebro relacionada às ruminações negativas, que estão associadas à depressão
  • Bondade e felicidade estão relacionadas

No ano passado, o curso Ciência da Felicidade foi transformado em um podcast de sucesso da BBC, o Happiness Half Hour.

Este é um importante momento para emitirmos boas energias.

É indispensável combatermos o vírus, continuando ainda com as medidas de proteção, às quais já nos acostumamos ao longo de um ano. Aquelas que todos já estão cansados de saber, mas vale relembrar: usar máscara ao sair, higienizar as mãos, manter distanciamento entre as pessoas, sair só o necessário, evitar aglomerações.

E chegará o momento em que as vacinas estarão disponíveis e essas práticas não serão mais necessárias. A vida, aos poucos, começará a retornar, provavelmente, não ao que era antes, mas a um novo normal, onde muitas das adaptações feitas neste período vão continuar.

Mas ainda temos uma árdua jornada pela frente, trazendo preocupações com a saúde, com o trabalho, com os familiares e amigos.

Por isso é importante, neste momento, unirmos as nossas melhores energias para minimizar as consequências nefastas da pandemia em nós mesmos e em todo o ambiente que nos rodeia.

Muitas pessoas estão passando por situações dramáticas, sejam pacientes, familiares, equipes de saúde, empresários e trabalhadores. Esses, sobretudo precisam da boa energia que podemos emitir ao mundo, para se recompor, para sentir a paz vibrando em suas fibras mais íntimas, fazendo ressurgir a esperança e a confiança que a felicidade retornará.

Noemi C. Carvalho

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: