Home / Autoconhecimento / Dalai Lama transmite seus ensinamentos por webcast

Dalai Lama transmite seus ensinamentos por webcast

Foto de Dalai Lama sentado a uma mesa em sua casa com câmera onde são transmitidos Dalai Lama ensinamentos

A tradição se adapta ao momento atual.

Dalai Lama fez uso da tecnologia pela primeira vez para transmitir seus ensinamentos por webcast, devido às restrições necessárias durante a pandemia do novo coronavírus.

Leia abaixo alguns trechos selecionados, referentes à sua apresentação no primeiro dia de ensinamentos sobre a “Guirlanda Preciosa” de Nagarjuna, bem como os seus conselhos para estes tempos difíceis.

Os novos ensinamentos de Dalai Lama.

“Hoje, podemos usar essa maravilhosa tecnologia para nos comunicarmos. Muitos amigos demonstraram interesse e solicitaram um ensino, mas devido a restrições relacionadas à pandemia do coronavírus não podemos nos encontrar fisicamente.

Seres sencientes¹, incluindo até mesmo os insetos, são todos iguais em querer a felicidade e em evitar o sofrimento. Não há dúvida quanto a isso. Nós tendemos a confiar em fontes físicas e sensoriais de prazer, mas sem paz de espírito, não teremos uma felicidade duradoura. O desenvolvimento material melhorou muito nossas instalações físicas, mas a paz de espírito não é fabricada por máquinas, precisamos criá-la dentro de nós.

Eu sou um ser humano, um dos sete bilhões nesta Terra, e acredito que se as pessoas tivessem mais paz interior, elas seriam mais felizes. Hoje em dia, os cientistas também estão investigando isso. O conhecimento indiano antigo já buscava uma rica compreensão do funcionamento da mente e das emoções.

Além de conselhos sobre amor e compaixão, a antiga tradição indiana se desenvolveu no cultivo da concentração e da meditação analítica. No entanto, não há necessidade de que essas habilidades sejam confinadas à prática religiosa; todos nós podemos incorporá-las em nossas próprias vidas.”

Os males advindos do desenvolvimento material.

Dalai Lama lamentou que um dos resultados do desenvolvimento material tenha sido o foco no desenvolvimento e na produção de armas cada vez mais letais. Algumas pessoas se orgulham delas e baseiam seus negócios em sua produção e venda.

Ao mesmo tempo, há outros que compreendem a necessidade de um movimento que visa o desarmamento. Eles entendem que os problemas humanos não são resolvidos empregando armas mais poderosas. Os problemas decorrentes do apego e do ódio não são eliminados recorrendo ao uso da força. Ninguém nunca alcança a vitória completa; inimigos nunca são completamente vencidos.

Porque, afinal, temos que viver juntos, então temos que resolver nossos problemas através do diálogo e da negociação. E alcançar o desarmamento externo requer que primeiro tenhamos um senso de desarmamento interno.

Sua Santidade continua: “As crianças sobrevivem porque os pais cuidam delas. Mesmo quando adultos, os indivíduos dependem da comunidade para sobreviver. Isso ocorre porque somos criaturas sociais. No passado, as pessoas viviam em pequenas comunidades com pouca interação entre elas.

Hoje, somos economicamente interdependentes e enfrentamos desafios como as mudanças climáticas que só podemos superar se estivermos unidos. Devemos pensar globalmente e trabalhar juntos.

No que diz respeito às mudanças climáticas, nossa própria experiência nos mostra o que está acontecendo. Quando cheguei aqui a Dharamsala, tivemos uma nevasca muito mais forte do que se vê hoje em dia. Voando sobre o Afeganistão, você pode ver áreas agora áridas que parecem ter sido lagos.”

A felicidade só pode ser encontrada na felicidade dos outros.

Dalai Lama prossegue com seus ensinamentos explicando que “muitos de nossos problemas estão enraizados no estado indisciplinado de nossas mentes. Somos apegados a nossos amigos e parentes e somos hostis com os nossos inimigos. Negligenciamos a existência da interdependência.

Como Shantideva deixa claro, ‘Todos os que sofrem no mundo fazem isso por causa do desejo de ter sua própria felicidade. Todos os que são felizes no mundo são assim por causa de seu desejo pela felicidade dos outros.’

Se queremos encontrar a felicidade e superar o sofrimento, precisamos prestar mais atenção ao cultivo da paz de espírito e ao combate às emoções perturbadoras.

Quando me tornei refugiado neste país, sob certo ponto de vista, era triste. Por outro lado, isso me proporcionou muitas oportunidades. Pude conhecer líderes religiosos, cientistas e pessoas de várias esferas da vida, que eu nunca teria encontrado se tivesse ficado em Potala.

Estou comprometido em ajudar as pessoas a serem felizes e as encorajo a pensar em toda a humanidade. Como praticante budista, acredito que a harmonia inter-religiosa é realmente importante, porque a mensagem comum de todas as nossas tradições inclui compaixão e autodisciplina.”

Antes de concluir a sessão, Sua Santidade reiterou que a crise climática e o conseqüente aquecimento global estão aumentando década a década – precisamos resolver isso.

a mensagem na íntegra encontra-se no site de Dalai Lama

1 – “Um ‘ser senciente’ é aquele que tem a capacidade de experimentar sentimentos: de dor, de prazer ou neutros. Por exemplo, todo ser senciente tem o direito de sobreviver e, para a sobrevivência, isso significa ter um desejo de felicidade ou conforto: é por isso que os seres sencientes se esforçam para sobreviver. Portanto, nossa sobrevivência é baseada na esperança – esperança de algo bom: felicidade.” – Dalai Lama

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 10.288 outros assinantes

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Anúncios

Veja também

duas mãos segurando o globo terrestre todo verde demonstrando preocupação ambiental Papa Francisco futuro

O Papa Francisco fala sobre o futuro pós-pandemia

Em 2015 o Papa Francisco advertiu sobre o consumismo e a degradação ambiental, na encíclica Laudato si', apontando para a necessidade de um desenvolvimento responsável.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: