Home / Emoções / Gentileza: um pequeno gesto que faz a diferença

Gentileza: um pequeno gesto que faz a diferença

Mão dando 3 flores para outra mão mostrando que é uma gentileza: um pequeno gesto
Gentileza: um pequeno gesto que faz a diferença.

A gentileza pode começar com a simplicidade de um gesto.

A gentileza é uma das atitudes mais fáceis de praticar: um simples gesto como um sorriso já ilumina o rosto de alguém e forma uma corrente que se espalha em muitos outros sorrisos e gentilezas.

Outras ações como perdão ou compreensão, por exemplo, exigem mais de nós, precisam de uma disposição interior, de recursos emocionais que podemos não ter de imediato e precisam ser ainda aprimorados e desenvolvidos.

Com a gentileza isso não acontece, porque são pequenas ações, imediatas, muitas vezes para pessoas que nem conhecemos.

A gentileza é uma qualidade divina.

Sobre a gentileza, Osho disse que é “uma das qualidades mais divinas, porque o primeiro requisito para ser gentil é abandonar o ego — que nunca é gentil.

O ego é sempre agressivo, não pode ser gentil. Ele nunca é humilde — é impossível para o ego ser humilde. Todo o seu projeto desmorona se ele for humilde. E gentileza é o caminho para se chegar à existência.

É preciso ser mais como a água do que como a rocha. E lembre-se sempre: no fim, a água é vitoriosa sobre a rocha.”

Assim como a água de um riacho, a bondade faz a vida fluir com serenidade e elegância, serpenteando obstáculos e rompendo as barreiras de corações endurecidos.

A corrente do bem da gentileza se expande e volta para nós.

Dalai Lama, em grande parte de seus discursos e ensinamentos, faz ao menos alguma alusão à importância da prática da bondade. Segundo sua compreensão, a bondade é um dos pilares, um dos elementos mais importantes para que exista a harmonia entre as pessoas e entre os povos.

Como resultado da prática dos simples atos de gentileza, vamos também nos habituando a ter um outro olhar para o próximo quando. Estimulamos, assim, o aprimoramento – até mesmo de modo inconsciente – de outras virtudes, como a compreensão, a paciência, a humildade, o respeito.

Praticando a gentileza, formamos uma corrente do bem, porque gentileza gera mais gentileza. E, da mesma forma, contribuindo como um elo dessa corrente como agentes de propagação do bem, receberemos em momento oportuno os benefícios desse mesmo bem, como uma ação da lei natural de retorno.

Um sorriso, um bom dia, obrigado, por favor, uma mão estendida, o braço amparando, uma porta aberta, o lugar cedido… Pratique a gentileza durante seu dia: um pequeno gesto que não custa nada e vale muito.

Noemi C. Carvalho

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossas publicações

Receba nossas publicações em sua caixa de e-mails

Após se cadastrar você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

 

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

 

Você receberá um e-mail para confirmar sua inscrição.

%d blogueiros gostam disto: