Anúncios
Home / Energia / Elementos / Os poderes do alecrim, o aroma do Mediterrâneo

Os poderes do alecrim, o aroma do Mediterrâneo

Plantas de alecrim com suas flores azuladas e violeta.

O orvalho que vem do mar.

O alecrim (Rosmarinus officinalis) foi uma das primeiras ervas a ser utilizada na alimentação, em rituais religiosos e também como erva medicinal. Seu uso na aromaterapia traz inúmeros benefícios, por isso o óleo essencial de alecrim é muito popular.

Essa erva aromática encontrou um ótimo ambiente para seu desenvolvimento nas praias mediterrâneas, onde era encontrado em abundância.

O seu nome em latim, “rosmarinus“, significa “o orvalho que vem do mar” e faz alusão ao aroma levado pelo vento ao longo dessas praias onde o alecrim crescia espontaneamente.

A presença marcante do alecrim através dos tempos.

Planta muito utilizada na prática médico-herborista, o uso do alecrim era disseminado principalmente nos períodos em que havia alguma peste grassando. Na Idade Média, por exemplo, as pessoas usavam saquinhos com a erva para se protegerem da contaminação.

Além de seu uso medicinal, acreditava-se que o alecrim podia afastar os espíritos malignos dos lugares ou das pessoas, bem como proteger de energias negativas provenientes de mau-olhado e inveja.

Era costume, também, colocar as roupas para secar ao sol sobre os ramos da planta, para protegê-las contra as traças, uma vez que o óleo se incorporava às roupas pela ação solar.

Existem muitas histórias e mitos envolvendo essa planta: uma delas conta que Nossa Senhora, quando fugia do Egito com o Menino Jesus nos braços, descansou aos seus pés, e então suas flores brancas transformaram-se em flores de coloração azul-violeta.

Os diversos usos da planta e do óleo essencial de alecrim.

Toda a planta exala um aroma forte e agradável, sendo utilizado na culinária sobretudo para temperar carnes. A sua flor é muito apreciada também pelas abelhas, que produzem um mel de extrema qualidade a partir do alecrim.

Em sua utilização relacionada à religiosidade, o alecrim é usado desde a Antiguidade em templos e igrejas, como incenso e como óleo de unção. O alecrim é utilizado também em cultos de religiões afro para defumação, bem como em banhos para proteção e purificação.

O aspecto energético do alecrim representa a amizade, a purificação e a força dos raios solares. Resgata a força e a vitalidade, ao mesmo tempo que promove a alegria e o calor para as pessoas que sentem que estão com a sua missão cumprida e não vêm mais interesse em nada. Por isso, é o grande companheiro para aqueles que estão chegando à maturidade.

O óleo essencial de alecrim é um protetor psíquico, e por isso é particularmente útil usá-lo de manhã antes de se expor a todas as influências do mundo externo, tanto aquelas que temos consciência e nos deixam temerosos, como aquelas que receamos encontrar na vida quotidiana.

O óleo essencial de alecrim e sua relação com os chakras.

Na aromaterapia, o óleo essencial de alecrim é conhecido como cefálico, pois estimula o cérebro e a atividade mental. Por isso, é muito bom para ser usado de manhã, uma vez que estimula o plano físico, o sistema circulatório, nervoso e mental.

Como eleva a pressão arterial, elimina a letargia. Em suma, é um óleo que anima, alegra, combate a apatia e a melancolia. Ele trabalha muito bem para termos determinação, autocontrole, expansão criatividade, consciência, concentração, proteção ligada à justiça.

Com relação aos chakras, o alecrim é relacionado ao Chakra Frontal. Ele promove a clareza do pensamento e perspicácia, portanto é muito útil quando há a necessidade de uma maior lucidez, auxilia a desenvolver e fortalecer a intuição e a sensibilidade, aumentar a consciência para melhorar a fala e a expressão.

Alegria, criatividade, proteção e conexão espiritual: os benefícios do alecrim.

O alecrim também ajuda a desenvolver a determinação e traz alegria interior, uma alegria consciente, fundamentada. Por isso é de muita utilidade para aquelas pessoas que, em função da sobrecarga de responsabilidades, se sentem inseguras.

É indicado para pessoas que trabalham com artes, danças, pinturas mas estão sofrendo com bloqueios, porque o alecrim ajuda a soltar a criatividade e favorece a expansão mental. Ele ajuda a quebrar padrões rígidos, bem como favorece a flexibilidade, melhorando a percepção e o discernimento.

Fornece proteção contra inveja, maledicência e ódio, e também contra injustiças, auxilia a colocarmos na balança o que é certo e errado. Pode ser usado para proteção pessoal, e da mesma forma pode também ser utilizado para proteger a casa, os negócios e o trabalho.

Conhecido também como “erva das recordações”, o alecrim nos ajuda a relembrar nosso padrão Divino verdadeiro. Seu campo vibracional de luz violeta reafirma a sua fama ancestral de protetor psíquico e de auxiliar no desenvolvimento da visão interior.

Cuidados na utilização de óleos essenciais.

ATENÇÃO

  • Este óleo não deverá ser usado por pessoas com epilepsia ou com pressão alta.
  • Evitar usar em horas mais avançadas do dia, porque pode causar insônia.
  • Não deve ser usado durante a gravidez.

É preciso atentar às recomendações de segurança, bem como às precauções definidas para cada óleo, de forma a aplicá-los de maneira efetiva e segura.

Para crianças, idosos e pessoas debilitadas, por exemplo, existem restrições que devem ser respeitadas. Da mesma forma, devem ser respeitadas as características e cuidados específicos de cada óleo, uma vez que podem apresentar efeitos indesejados caso não sejam usados adequadamente.

Importante: os óleos essenciais puros não devem ser ingeridos nem usados diretamente sobre a pele. Procure sempre orientação de pessoas devidamente capacitadas.

José Batista de Carvalho

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.
Também nas redes sociais: Facebook – Instagram – PinterestTwitter

Acompanhe as publicações inscrevendo-se para receber:
– Newsletter
– Notificações

Anúncios

Veja também

figura ilustrativa de uma pessoa com a projeção do universo na postura de lótus com os braços abertos mostrando a interação dos sete chakras principais

Os sete chakras principais são nossos corpos de energia

Os chakras representam nossos corpos energéticos. Considera-se que há sete chakras principais, responsáveis pelo fluxo da vida.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: