Home / Autoconhecimento / Um dia seremos uma estrela de cinco raios

Um dia seremos uma estrela de cinco raios

seremos uma estrela de cinco raios

Mas por que precisamos nos melhorar e evoluir?

Sempre falamos no desenvolvimento pessoal que conseguimos através do autoconhecimento, falamos sobre a necessária evolução espiritual, bem como no aprimoramento de nossas atitudes e nas corretas relações com os outros. São, sem dúvida, várias etapas a cumprir na nossa jornada existencial. Mas a que isso nos leva? Segundo Emmanuel, um dia nós seremos uma estrela de cinco raios.

Através desse instrutivo “causo” de Chico Xavier, podemos ter uma ideia diferente do que significa essa nossa jornada existencial, compreendendo que, de fato, muito conseguimos até agora.

Mesmo assim, ainda temos uma árdua tarefa pela frente. Mas o esforço em vencer os impulsos inferiores, em elevar as baixas vibrações, mantendo pensamentos e atitudes dignos da consciência que já adquirimos, terá uma grandiosa e resplandecente recompensa.

Leia, em seguida, a bela explicação de Emmanuel, neste conto de Ramiro Gama sobre um episódio na vida de Chico Xavier.

Noemi C. Carvalho

Chico e o sapo, um abnegado jardineiro.

“Quando psicografava o maravilhoso livro “Paulo e Estevão”, do Espírito Emmanuel, o Chico, via, ao seu lado, um sapo feio, gorduchão, que o amedrontava muito…

No princípio, distava-lhe alguns metros. Depois, à proporção que a grande obra chegava ao fim, o sapo estava quase aos pés do médium. Isto lhe dava um mal-estar intraduzível.

Emmanuel, observando-lhe o receio, diz-lhe:

– O sapo é um animal inofensivo, um abnegado jardineiro, que limpa os jardins dos insetos perniciosos. Não compreendo, pois, sua antipatia pelo pobre batráquio… Procure observá-lo mais de perto, com simpatia, e acabará sentindo-lhe estima.

Após a ponderação justa de seu Guia, o Chico começou a ter simpatia pelo sapo, e achar-lhe até certa beleza, particular utilidade, um verdadeiro servidor.

Seremos uma estrela de cinco raios.

Terminou a recepção do formoso livro e Emmanuel, completando o acerto, pondera-lhe, bondoso:

– O homem, Chico, será um dia, uma Estrela de Cinco Raios, quando possuir os pés, as mãos e a cabeça levantados, liberados. Já possui três raios: as mãos e a cabeça, faltando-lhes os dois pés, os quais serão libertados quando perder a atração da Terra.

Existem, no entanto, germens, animais, seres outros, com os cinco raios voltados para baixo, para a Terra, sugando-lhe o seio, vivendo de sua vida. Assim é o sapo, coitado, que luta intensamente para levantar um raio, pelo menos a cabeça. O boi já possui a cabeça levantada, já que progrediu um pouco.

É preciso, pois, que o Homem sinta a graça que já guarda e lute, através dos três raios já suspensos, pela aquisição dos outros dois.

Que saiba sofrer, amar, perdoar, renunciar, até libertar-se do erro, dos vícios, das paixões, e, desta forma, terá livres os pés para transformar-se numa Estrela de Cinco Raios e participar da vida de outras Constelações, em meio das quais brilha uma Estrela Maior, que é Jesus.”

Ramiro Gama, no livro “Chico Xavier na Intimidade”

ASSINE GRATUITAMENTE NOSSA NEWSLETTER

1 – Insira o seu e-mail e cadastre-se.

2 – Autorize sua inscrição no e-mail de confirmação que você vai receber.
* Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Política de PrivacidadePolítica de Cookies Política Anti-Spam

LêAqui: a mensagem certa na hora certa.

Também nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Pinterest

Twitter

YouTube

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossas publicações por

e-mail

 Insira o seu e-mail para se cadastrar.

Você vai receber primeiro um e-mail para autorizar a inscrição.

Lembre-se de olhar as caixas de spam e de promoções.

Um e-mail vai ser enviado para você autorizar a sua inscrição. Lembre de olhar a caixa de spam.

%d blogueiros gostam disto: